Archive | fevereiro, 2010
Article

O paradoxo do domínio próprio (Fp.2:12,13) – Dom.28/02

Olá amigos!
 
O que é “Domínio Próprio”?
Os tradutores da bíblia usam a expressão “domínio próprio” para traduzi-la em dois sentidos do original da bíblia:
A primeira é: Moderação/Temperança em relação ao ataque dos desejos e apetites, significando força interior,ou seja, a força de caráter que capacita as pessoas a controlarem as paixões.
A segunda é: Mente sólida e um julgamento sólido.
Os dois significados se completam. Um julgamento sólido e seguro nos capacita a ver o que e como algo deve ser feito; o caráter providencia a vontade de fazer.
Na vida vida cristã existe uma constante luta contra o próprio eu, contra a carne, contra os caminhos do mundo.
Paulo descreve esse dilema em Romanos 7:15 a 18 quando fala sobre a luta entre o que ele sabia que devia fazer e o que era tentado a fazer. Mas ele também nos da a resposta:Paulo fala por todos nós quando diz que não temos o poder para enfrentarmos as provações e ele nos mostra “como” podemos ter o domínio próprio, e o “como” é encontrado pela fé em Jesus. Não podemos fazer nada sozinhos, temos que nos apegar a Cristo e escolher a sua vontade.
O domínio próprio é parte integral da graça. Se não nos controlarmos – nossos sentimentos, nosso apetite, nossos impulsos – eles nos controlarão.
 
“Nós devemos levar cativo todo pensamento, para torná-lo obediente a Cristo” 2Co 10.5
 
“Como a cidade com seus muros derrubados, assim é quem não sabe dominar-se” Pv 25.28

Renan Ferreira de Almeida

Faça seu comentário
Article

Paz na Humildade – Sex.26/02

Você já ouviu pessoas dizerem não tem sangue de barata, e que não levam desaforo para casa? Realmente muitas vezes é muito difícil mantermos a serenidade quando somos provocados. Talvez seja por ser tão difícil, que Jesus nos convida a irmos a Ele e aprendermos dEle: Vinde a mim, todos os que estai cansados e oprimidos, e eu vos aliviarei. Tomai sobre vós o meu jugo, e aprendei de mim, que sou manso e humilde de coração; e achareis descanso para as vossas almas. (Mat.11:28 e 29)

A mansidão é um relacionamento com Deus que nos torna humildes o suficiente para confiarmos que aconteça o que acontecer, Deus está no controle.

Quando eu me enalteço, eu estou tirando a ação de Deus. A mansidão é contrária à justiça humana que diz que eu tenho que fazer justiça, se alguém pisa no meu pé, eu vou lá e piso no pé dele também; se alguém me fecha no trânsito, eu vou lá e o fecho também, e ainda falo algumas coisas.

A mansidão é o oposto disso, é a capacidade que eu tenho por causa do meu relacionamento com Deus de entender que: Deus está no controle, que eu não preciso fazer justiça com as próprias mãos, que eu não preciso tirar satisfações, de que Deus vai conduzir todas as coisas. Quando formos capazes de compreender isso seremos pessoas mansas. O manso é aquele que se submete á vontade e ao controle de Deus, para que Deus faça justiça em sua vida.

Paz na humildade tem os mansos: aqueles que descansam, confiam e esperam no Senhor.

Que ao estudar a lição desta semana, sejamos motivados a aceitar o convite de Jesus, de ir até Ele, aprender com Ele, e deixar que Ele controle a nossa vida.

“O mais precioso fruto da santificação é a graça da mansidão. Quando esta graça reina no coração, a disposição é moldada por sua influência. Há uma contínua confiança em Deus e uma submissão da própria vontade à dEle”. (Ellen White)

Bom estudo e um feliz sábado!!!

 Ailton Alcantara

Faça seu comentário
Article

A Recompensa da Mansidão – Qui.25/02

Bom dia a todos os leitores

 Gostaria de começar a escrever abordando o significado da mansidão, encontrado em (www.dicionarioinformal.com.br) que define como: Mansidão – Estado de espírito de alguém que tem controle e domínio sobre seu temperamento e atitudes; calma; paciência; controle da situação; domínio próprio.

 As vezes é possível manter a calma, mas será isso possível em todas as situações?

 Para assumir a qualidade de mansidão, é preciso manter esta posição de manso sempre, mas como pecadores que somos, por vezes nos deixamos nos encher de raiva e de  senso próprio de justiça. Vou falar como alguém que vive em uma cidade grande. Já acordamos com o barulho de um despertador que mais parece uma sirene de um carro de policia, daí saímos de casa apressados para não perdemos o horário do trabalho. E como se não bastasse o trânsito, ainda encontra-se pela frente péssimos condutores, sem nenhum senso de educação, No trabalho, nos defrontamos com um chefe estafado, que nos transfere a sobrecarga do alcance de metas, pelo qual ele também é cobrado.Às vezes o horário de almoço é quase extinto, devido ao acumulo de serviço. E na volta pra casa? Se chove????? Não preciso nem falar. Assim é o dia de um  paulistano. Daí pergunto eu, como ser manso e manter o equilíbrio ?

A resposta é: por nós mesmos impossível! A bíblia  considera alguém manso, como humilde, pois só assim, nos esvaziando do nosso eu, que poderemos nos encher do espírito de Deus , que gera em nós seus frutos. E sendo humildes, assim teremos a maior recompensa que é a vida eterna (mt 5:5).

 Em nossas orações diárias, não podemos nos esquecer de pedir a Deus MANSIDÃO, pois pessoas que se deixam usar pelo inimigo cruzam o nosso caminho para acabar com o nosso equilíbrio e assim destruir nosso exemplo de cristão.

 Que possamos ter este pedido em mente:

“Senhor Deus eu reconheço a minha fraqueza de personalidade, me ajude a manter o alto controle através de minhas atitudes, amém ”.

Rosilene Moreli

Faça seu comentário
Article

Mansidão: evidência inequívoca – Ter.23/02

Fico impressionado cada vez que aprendemos mais sobre a Blíblia. Estamos tendo uma lição de psicologia. Enquanto tantos homens e mulheres estudam a vida toda o que se passa na mente humana, Jesus já ensinava a mais de 2.000 anos atrás que deveriamos ter controle sobre nossos sentimentos. E o mais interessante é saber que Jesus estava apenas repetindo o que seu antepassado Davi já havia dito e outros heróis da fé tinham praticado.
Jesus, assim como qualquer ser humano chorou, irou-se, sentiu medo, mas em nenhum momento deixou que isso o levasse a deixar Deus de lado. Sua mente ligada ao Ser Divino sempre mostrou a que caminho levar seus sentimentos e emoções.
Quando Jesus se irou ao ver os vendedores no templo de Deus ele sabia que era daquela forma que deveriam ser tratados aqueles que estavam tirando seu sustento próprio se aproveitando da casa de Deus. Assim quando a Biblia diz que “os mansos herdarão o reino dos céus”,  tenhamos a certeza de que somente aqueles que controlam sua ira e sentimentos poderão falar com Deus face a face. Pela nossas forças nunca conseguiremos controlar. Poderemos ler livros de psicologia e auto-ajuda, ir aos psicólogos, porém a Bíblia torna claro que somente nossa entrega a Deus e à Sua vontade que tornarão possível uma vida emocional realmente feliz.

André Guimarães

Faça seu comentário
Article

Poder mantido sob controle – Seg.22/02

A mansidão é, muitas vezes, entendida como uma atitude passiva diante das circunstâncias. Aquela pessoa que diz ¨amém¨ para tudo e até omite sua vontade ou forma de pensar para manter a paz. Esse é um entendimento errado da mansidão e, por pensar assim, os mansos são confundidos com fracos.

A mansidão, na verdade, é o ponto de equilíbrio entre a falta de ira e a ira demais. É o dom que nos permite expressar nossa opinião de forma respeitosa mas também nos cala quando as coisas caminham para fora do controle. Podemos dizer que a mansidão nos faz irar sem pecar. Sendo assim, esse fruto não é nem de longe sinal de fraqueza mas sim, de força e humildade, afinal, demonstra que reconhecemos nossa força mas a submetemos ao Senhor.

Para sermos mansos, precisamos ser submissos a Deus e isso não é fácil para nossa natureza pecaminosa. Não queremos nos submeter a ninguém e, infelizmente, também resistimos nos submeter a Deus e facilmente caímos. Precisamos ter Jesus como nosso maior exemplo, Ele mesmo submeteu Sua vontade ao Pai e venceu! Ele nos convida a sermos mansos e nos mostra que o preço não é tão alto quanto parece, diante da recompensa que tem para nós.

Jesus é o maior exemplo de mansidão. Quem em Seu lugar suportaria o que Ele suportou? Ele teve momentos de ira também, como no episódio da purificação do templo de Jerusalém. Ao ver a casa de Deus transformada em um mercado, Jesus irou-se profundamente mas a mansidão fez com que Ele não pecasse. Só atingiremos esse nível de mansidão se tivermos um relacionamento vivo com Jesus. Parece fácil quando lemos sobre isso mas na prática, a coisa muda. Sabemos que nossa vontade tende sempre para o mal, por isso temos que buscar de Deus o dom da mansidão. Mateus 5:5 diz que os mansos são bem-aventurados (ou felizes) pois herdarão a terra.

Se o seu maior objetivo é herdar a Terra prometida por Jesus, peça a Ele que o ajude a ser manso e humilde de coração. Tenho certeza que o maior beneficiado será você!

Uma ótima semana, com Jesus.

Abraços,

Aline Menezes de Alcantara Santos

Faça seu comentário