Archive | junho, 2011
Article

O que você busca? – Qui. 23/06

O comentário de hoje começa com a pergunta “O que você busca?”.

Vivemos buscando conhecimento todos os dias, sejam eles em nossa vida profissional, como pessoa, relacionamentos, intelectual e espiritual.

Estamos rodeados de ofertas que nos tornarão mais capazes, livros que irão nos orientar a entender algum assunto. Quando conhecemos algo, buscamos conhecer outras coisas e não ficamos satisfeitos com nada, sempre queremos mais e mais.

O ser Humano tem uma tendência de se superar sempre. Quando consegue alcançar tal objetivo, imediatamente ele já esta em busca de mais um desafio. Sempre superando seu último desafio, sempre superando a si mesmo. É incansável e chega a ser deprimente às vezes. Vejamos alguns exemplos. Bem, os mais notáveis estão relacionados à tecnologia e engenharia. Um produto novo é lançado trazendo inúmeras funções que você jamais tenha visto antes e nem imaginou usar e que muitas vezes nem fará diferença em sua vida.

Um modelo de veículo é lançado a cada três meses, tornando inúmeras as opções. Qual é o resultado de tudo isso? Empresas em confronto, brigas judiciais, excesso de informações tornando você sempre ocupado. Isso acaba por confundir a nossa mente e acabamos sempre querendo ter aquilo que é mais atual, conhecer o mais novo, mesmo que isso não faça nenhuma diferença em nossa vida. Muitas vezes perdemos tempo com tantas coisas que permitimos contaminar nossa mente que acabamos entrando em um estado depressivo. Esta situação se transforma em uma bola de neve e ficamos em busca de coisas inúteis que nada traz de benefício para nossa vida tirando o verdadeiro objetivo de busca que Deus nos proporcionou.

O problema de viver assim, é que nossa busca é voltada para os paradigmas materiais visando apenas o lucro próprio. Sempre pensando no eu e não no próximo.

Em II Coríntios 4:18 diz “não atentando nós nas coisas que se vêem, mas sim nas que se não vêem; porque as que se vêem são temporais, enquanto as que se não vêem são eternas”.

Preciso dizer mais alguma coisa ou ficou claro o texto acima? De qualquer forma vou explicar. Perdemos mais tempo com aquilo que é temporal do que com aquilo que é eterno. Quando você procura alimentar apenas as suas necessidades, você escraviza a sua compaixão pelo próximo, quando você ocupa a sua mente com prazeres pessoais, você tranca a porta para que Deus possa agir em sua vida. O resultado dessa atitude é o sofrimento, a depressão, pois você jamais vai conseguir preencher esse vazio que prazeres proporcionam a você como solução. E a prova disso é muito simples, um dos integrantes dos Beatles uma vez disse “temos fama, dinheiro e poder, e agora?”. O resultado de toda essa procura acaba em morte. E morte é a única coisa que o ser humano jamais irá se acostumar. Você se acostuma a tudo nesta vida, mas com a morte, jamais, pois Deus criou você para ser eterno e é por isso que em II Coríntios 4:18 Deus nos alerta para o que devemos nos atentar.

É por isso que Deus nos mostra em sua palavra aquilo que devemos buscar e o final disso é a vida eterna. Quando os seus objetivos são voltados para aquilo que eterno, Deus prometeu a você a salvação e a vida eterna. Infelizmente o ser humano acredita naquilo que outro humano diz do que naquilo que Deus diz em sua palavra. Mude o rumo de sua busca, para que o resultado seja a habitação celestial e não o fim com este mundo.

Fernando de Oliveira Carvalho

Share
Faça seu comentário
Article

Você é a sua profecia – Qui. 16/06

Nossa igreja “Adventista do sétimo dia” é conhecida no mundo como a igreja que incentiva e conhece muito bem sobre a Bíblia. Possuímos em nossa família, muitas pessoas renomadas e com total conhecimento das escrituras tanto quando sua história como as profecias.

Existem muitas profecias que já se cumpriram e outras que ainda vão se cumprir como por exemplo a profecia de Daniel capítulo 8 que descreve como será o final dos tempos. Também temos a profecia das sete igrejas que pode ser encontrado em Apocalipse 2 e 3. São muitas as profecias e não existe espaço e nem tempo para comentar todas elas.

Em João 19:23 e 24 e Marcos 15:24, temos o cumprimento da profecia relatada em Salmos 22:18.

Imagine naquele momento Jesus ciente de tal situação sabendo que aquilo realmente iria acontecer. Quão angustiante foi para Jesus suportar toda aquela humilhação, e mesmo assim se manteve firme por amor a nós.

Mesmo diante de todas estas evidências, continuamos a negar a Jesus. Continuamos a ter as mesmas atitudes carnais, continuamos a nos envergonhar de ser um cristão. Mudamos nossas atitudes perante amigos e acabamos deixando de lado o nosso comportamento tudo por termos vergonha do rótulo de cristão. Temos medo de não sermos aceitos porque cremos e somos diferentes.

O que mais falta Deus fazer para que a profecia se cumpra em sua vida?

Você não foi um acidente, Deus te conhece desde que você estava no ventre.

“Eu sou seu criador. Você estava sob os meus cuidados mesmo antes de nascer.” Isaías 44:2

Deus te planejou antes mesmo de você existir.

“Tu me conheces por dentro e por fora, conheces cada osso do meu corpo; conheces exatamente como fui formado, parte por parte como fui esculpido e vim a existir.” Salmos 139:15

Ele te amou mesmo antes de você nascer.

“Muito antes de estabelecer as fundações da terra, Deus já nos tinha em mente, tendo nos escolhido como foco de seu amor.” Efésios 1:4

Você foi criado para ser eterno.

“Porque este mundo não é nossa pátria, nós estamos aguardando a nossa pátria eterna no céu.” Hebreus 13:14

Ele te prometeu que você viverá para sempre.

“Este mundo está desaparecendo juntamente com tudo o que ele deseja. Mas se você fizer a vontade de Deus, viverá para sempre.” 1 João 2:17

Ele jamais te abandonou mesmo você sendo pecador e não querendo a sua presença.

“Eu jamais o abandonarei ou rejeitarei.” Josué 1:5

Não se preocupe, Deus está no controle. Porque você tem medo?

“Quem o nomeou para governar a terra? Quem o encarregou de cuidar do mundo inteiro? Se fosse intenção dele, e de fato retirasse o seu espírito e o seu sopro, a humanidade pereceria toda de uma vez, e o homem voltaria ser pó.” Jó 34:13-15

Deus te amou mesmo antes de você existir. Você ainda precisa de mais profecias para crer que Deus está no comando de tudo?

Fernando de Oliveira Carvalho

Share
Faça seu comentário
Article

Quando o Sonho se tornar realidade! – Qua. 15/06

Nunca me esqueço quando pela primeira vez senti de verdade o que Paulo sentia ao dizer suas famosas palavras em Romanos 7:15-25, que culminam na desesperada declaração: “Desventurado homem que sou, quem me livrará do corpo desta morte?”

Uma declaração apaixonada de alguém que rompeu com o pecado. Um grito profundo de dor por aquele que ver seu corpo ser devorado por vermes de uma carne apodrecida. Sim, porque é esta a imagem que ele está se referindo. Ele está mencionando um tipo de execução romana que amarrava o corpo do condenado a um cadáver, para que os vermes que consomiam o corpo do cadáver devorassem também o corpo do condenado, vivo. Some-se a esta cena grotesca a idéia de estar “amarrado”. Indefeso, aprisionado, obrigado a estar em tal condição. Que desespero o deste condenado.

Que situação semelhante a nossa: Aprisionados, obrigados e condenados ao pecado desde a transgressão do Edén. O próprio Paulo também diz no capítulo seguinte que a “natureza também geme” por causa do pecado. E você sabe bem que sensação é essa se algum dia já tentou se livrar de algum pecado acariciado.

Você sabe muito bem como é essa dor, esse gemido, esse grito de desespero pedindo que o pecado seja arrancado da sua vida, da sua natureza, da sua carne. Mas parece que ele não sai. Que dor. Lembra quando você chorou intensamente pedindo a Deus que fizesse qualquer tipo de mágica ou milagre pra lhe tirar aquele pecado? Você sabia bem as consequências dele. Sabia bem o quanto ele te fazia mal. Mas em alguns momentos ele lhe era irresistível. E mesmo com plena consciência de Deus e das consequências, e do mal que lhe sobreviria depois, lá estava você de novo, chafudardo no pecado acariciado. Mesmo depois de ter orado tanto, clamado tanto, feito jejuns, participado de Santa Ceias e Vígilias, atendido apelos e feito orações extensas… parece que nada adiantou. Você continua amarrado no maldito do pecado! E sente que não há mais saída… só lhe resta gritar, chorar e clamar! “Quem me livrará disto?!”

Assim se sentiu Paulo quando escreveu aquelas palavras. Mas não ignore a resposta de seu clamor, porque no verso seguinte, o primeiro do capítulo 8 de Romanos ele conclui seu pensamento do ultimo verso do capítulo 7 dizendo: “Graças a Deus por Jesus Cristo, nosso Senhor… Agora, pois, já nenhuma condenação há para os que estão em Cristo Jesus”.

Paulo repousa sua esperança na fé de que tudo há de mudar por meio dAquele que ressuscitou dos mortos de maneira incorruptível para nos dar a incorruptibilidade: “E, quando este corpo corruptível se revestir de incorruptibilidade, e o que é mortal se revestir de imortalidade, então, se cumprirá a palavra que está escrita: Tragada foi a morte pela vitória. Onde está, ó morte, a tua vitória? Onde está, ó morte, o teu aguilhão?” (1Co 15:54-55 ARA)

Você sonha com esse dia? Pra começo de conversa, você tem odiado cada um dos seus dias neste corpo de pecado? Você tem lamentado essa sua natureza caída com lágrimas e arrependimento? Então com certeza você sonha com o que Paulo sonhava. Você espera o que ele esperava. Há de vir o dia, e está próximo, em que estaremos livres do corpo desta morte.

Que seremos renovados e restaurados. E em nossa mente se consolidará aquilo que decidimos e lutamos por toda nossa vida: uma mente pura, limpa, liberta, propensa ao bem e ao amor, ligado ao Criador e a semelhança de Deus! Sonhe com isso!

Pr. Diego Barreto

Share
Faça seu comentário
Article

Cabeça e pescoço – Qui. 09/06

O interessante na lição de Quinta-feira é que no último parágrafo é deixado uma dúvida entre o tipo de salvação sendo ela pela graça ou pelas obras.

É claro que de acordo com a Bíblia a salvação vem pela graça Tito 2:11. Um bom exemplo de salvação pela graça é o momento da conversão do ladrão que aceitou a Jesus quando ambos estavam sendo crucificados. Mas e as obras? Onde ficam as nossas atitudes cristãs?

Quão preciosa são as nossas obras no mundo em que vivemos. Deus instituiu as obras como forma de nos mantermos ligados a Ele. As obras foram permitidas por Deus para que nossa mente tenha o esclarecimento completo da obra da salvação, é onde nossas faculdades são extraídas ao máximo em prol daquele que necessita e da divulgação das boas novas. Eu encaro as obras como o pescoço e a salvação como a cabeça. Um não vive sem o outro pois o pescoço tem seu papel importante que é manter em equilíbrio e firme a cabeça. A cabeça é onde temos nossos sentidos e tendo a capacidade de discernir conhecimento. Portanto, da mesma forma como a cabeça necessita do pescoço o pescoço necessita da cabeça e vice versa.

Agora você pode estar se perguntando “Mas e o ladrão que morreu junto com Jesus, qual obra ele fez para receber a salvação que foi pela graça?”

A resposta está sendo dita até hoje. Devido ao seu arrependimento e aceitação a Jesus como seu salvador, hoje sua história é lida e contada para milhares de pessoas no mundo alcançando a salvação de milhões. Ele não é o protagonista desta história, mas tem seu importante papel. Mesmo estando sem vida a centenas de anos, ele ainda está conseguindo trazer a mensagem. Quer melhor obra do que esta?

Não confunda obra com algo manual ou braçal onde requer esforço físico constante. Não que isso seja irrelevante, pelo contrário, muitas vezes Deus precisa desse tipo de trabalho. Mas tenha em mente que obra é a forma de alcançar pessoas a aceitarem a Jesus.

A investigação das suas obras deve ser feita de forma particular onde o objetivo é apenas um, trazer almas a Deus.
Por isso aqueles que estão ao lado de Deus em comunhão constante, nada tem a temer de qualquer julgamento que irá ocorrer naquele dia.

Nada muda nesta mundo. O vento continua dando voltas na terra, o sol continua a nascer, a noite é noite e dia é dia, nada mudou. E isso não muda porque não é importante para Deus. O importante para Deus é que você mude e com isso mude as pessoas.

Quando sua mente entender que o seu objetivo aqui nesta terra é mudar pessoas, então a sua cabeça estará ligada ao pescoço.

Fernando de Oliveira Carvalho

Share
Faça seu comentário
Article

A festa está próxima, você está convidado – Qui. 02/06

Nascido na Igreja, desde criança foi educado com os ensinamentos Bíblicos, tanto para sua alimentação, leitura, vestimenta, amizades, etc. Freqüentava a casa de Deus e tinha alegria em seu coração. Sua família gozava de alegria e para Deus cheirava como Bálsamo. Em sua adolescência estudou no colégio cristão mantendo firmemente sua doutrina e suas opiniões. Porém, se deixou levar por dúvidas e começou a questionar a Deus. Suas opiniões e seus ensinamentos já se encontravam defeituosos. Passou a tentar entender o significado da vida por conta própria. Deixou escorregar-se das mãos do Pai, tomou seu rumo, e se deixou levar pelos prazeres que esse mundo oferece. No céu, houve tristeza. Deus parou por um momento e chorou por não estar mais ao lado de seu filho que tanto amava e sempre esteve ao seu lado.

Onde está sua paz? Onde está sua felicidade? Onde está sua vida?

Mesmo afastado, dentro de seu coração ainda tem algo dizendo “você não é assim, você não pertence a esse lugar”.

Quando Deus tem permissão de atuar em sua vida em qualquer situação, ele grava em seu coração o seu amor de tal forma que jamais será removido independente da situação em que você está.

Para Deus, perdão é esquecer que um dia você decidiu seguir seus próprios caminhos sem sua ajuda. Deus não lhe acusa como a sua mente lhe acusa por causa de suas decisões incorretas e sem sentido. Deus não faz questão de lembrar de nada que tenha lhe ferido, pelo contrário, ele cura seus ferimentos e não deixa cicatrizes.

A vida é curta demais para passar mais tempo procurando a razão em algo que já está claro e definido. Não importa a sua situação, não importa o que você tenha feito, Deus está lá, lhe esperando com vestes novas e nobres pois a sua festa está próxima de acontecer. Você está convidado, basta apenas aceitar o convite.

Fernando de Oliveira Carvalho

Share
Faça seu comentário