Archive | dezembro, 2012
Article

Design no mínimo detalhe – Seg. 31/12

“Quando vejo os teus céus, obra dos teus dedos, a lua e as estrelas que preparaste; que é o homem mortal para que te lembres dele? E o filho do homem, para que o visites?” Salmos 8:3 e 4

Sou apaixonada por joaninhas! Tenho coleção que inclui pelúcias, fotos, pantufas, pijamas, e muitos outros itens.

Você sabia que existem mais de cinco mil espécies de joaninhas? Vermelha, verde, amarela, laranja, dourada… A mais comum são as vermelhas com sete pintas pretas. Elas voam durante todo o verão. Batem suas asas 85 vezes por segundo durante o vôo. No inverno elas ficam nas cascas das árvores para colocar seus ovos e se protegerem do frio.

Existe joaninha-macho e joaninha-fêmea. A fêmea é maior que o macho. Nascem de um ovinho, viram larva e só depois de três semanas se tornam a joaninha que conhecemos. Tem seis patas, duas antenas, que servem para sentirem o cheiro e o gosto. Se defendem dos seus predadores soltando um líquido amarelo e com um cheiro ruim. E se fingem de morta, para não comerem elas.

Enxergam para todos os lados! Tem só meio centímetro, mas são muito comilonas. Comem entre 40 a 75 pulgões por dia. Durante o período em que as joaninhas são larvas, elas se alimentam da mesma forma quando são adultas.

Além dessas curiosidades e do lindo design, algo nas joaninhas me fascina só de olhar para elas! Elas me mostram que Deus está em tudo, inclusive nas ‘pequenas coisas’. Ele é detalhista, perfeccionista! O nível de perfeição da criação é tão incrível que ultrapassa o nosso entendimento.

Este vídeo demonstra a graciosidade, a criatividade, a imaginação, o cuidado e a impressionante ordem que Deus colocou em toda a Sua criação.

Nature by Numbers from Cristóbal Vila on Vimeo.

Deus é maravilhoso e digno de toda a admiração e louvor. Me sinto grata por saber que mesmo me sentindo, tantas vezes, pequena, insignificante, sou obra do MAIOR e MELHOR Designer do Universo!

Tatty Barreto

Faça seu comentário
Article

Deus, o criador – Dom. 30/12

Não existe como zombar das teorias que não colocam Deus como criador do Universo. Pessoas sérias as escreveram e embora não acredite de forma alguma no que elas propõe pessoas sérias merecem ser tratadas com respeito e suas ideias merecem atenção. Isso dito, vamos deixar bem claro “No principio, criou Deus os céus e a Terra” Gn1:1.

O tema deste trimestre vai tratar de nossas origens como bem diz o título da lição para o trimestre e exatamente por este motivo no meu entender seu tema central será um só: Fé. Em um mundo cada vez mais secularizado e cada vez mais disposto a achar respostas que nos afastem de Deus e principalmente o coloquem longe do papel de criador do Universo o homem manda robôs a Marte, descobre exoplanetas em constelações distantes sendo o mais notório deles Gliese 581g que segundo os especialistas pode conter formas de vida pois reúne condições necessárias para tanto. Como eles sabem? Não sabem, modelos matemáticos inseridos em computadores cada vez mais potentes produzem simulações que eles creem ser muito reais e em quais apoiam suas crenças e reputações.

Não fale de milagre com cientistas. Fale do que você possa provar. E a fé, não se prova. A fé se vive, é sentida no nosso dia a dia, quando Deus ai sim nos dá repetidas provas de seu amor e cuidado. Ele nos guia, nos protege, nos traz para debaixo dos seus braços e sobretudo nos mostra que o mesmo ser que criou todo o Universo nos tem como o ser mais importante dele. Sim, para Deus, você é a cereja do bolo de sua criação assim como eu também sou. Deus é antes de mais nada um Deus pessoal, que se revela para mim da forma que seja melhor para eu entende-lo e para você de igual maneira. Não cabe portanto em modelos matemático e supercomputadores que tentem recria-lo em laboratório.

A teoria do Big Bang ganhou um importante aliado com a comprovação da existência do Bóson de Higgs em um super acelerador de partículas no final de 2012. Segundo os cientistas ele surgiu um trilionésimo de segundo após o acontecimento do Big Bang. Bilhões de dólares foram gastos para que sua comprovação acontecesse e na prática ele por enquanto serve para saciar a sede inesgotável de conhecimento dos cientistas envolvidos com sua comprovação. Um cético pode alegar que ao menos sua comprovação foi conseguida ao passo que Deus depende única e exclusivamente de minha fé para ser aceito e ele está correto. Não posso comprovar a Deus de outra forma que não seja vivenciando quem eu sou e tudo que ele opera em minha vida. Mas sei que em momentos de dor, de angústia, desespero e mesmo nos momentos de alegria e de regozijo eu posso pedir e agradecer a um Deus que me proporciona livramento e me conduz por caminhos que nem sempre eu deveria ter ido. Não desdenho da ciência mas jamais irei clamar ao criador da teoria do Bóson de Higgs quando uma prova vier em minha vida. Ele é humano como eu e nada poderá fazer ao passo que o Deus que me criou e me mantém sabe exatamente do que eu preciso antes mesmo que eu peça.

O Universo teve um começo e não foi por conta de um Big Bang. Ele se iniciou porque Deus assim o desejou. Ele criou galáxias, planetas habitados, outros desabitados, ele criou Anãs Vermelhas, Amarelas, Buracos Negros, ele criou constelações inteiras e em um determinado momento olhou para este planeta azul que era “sem forma e vazio” Gn 1:2 e resolveu que aqui seria o meu e o seu lar. A princípio um lar sem mácula, sem pecado algum em que viveríamos em perfeita harmonia. Veio o pecado e tudo se modificou, mas este Criador amorável e compassivo mandou seu filho para que morresse e restaurasse a possibilidade de uma vida harmoniosa novamente em um futuro próximo que depende apenas de nossa aceitação para se materializar na vida de cada um de nós.

Aceitamos Deus e sua criação maravilhosa, criação pela fé e é essa fé que nos permitirá um dia subir com ele nas nuvens dos céus e descobrir enfim tudo sobre o restante de sua magnifica criação e esta também nesta fé a resposta para todas nossas indagações acerca de nossas origens. Que Deus fortaleça a nossa fé dia a dia e que possamos contemplar toda a sua obra de maneira a ratificar nossa crença em seu poder criador é o meu desejo para hoje.

Davi Rocha

Faça seu comentário
Article

A volta de Jesus é música aos ouvidos de quem espera – Sex. 28/12

Como está gravado em seu próprio nome, a Igreja Adventista interpreta e confia na realidade futura do advento de Cristo. Em pouco mais de um século e meio de existência, ela tem enfatizado o anúncio do tempo do fim. Nas próximas décadas, o adventismo não desistirá de proclamar o tempo do fim, ainda que esse tempo do fim demore a chegar.

Assim, não tem sido suficiente ler e falar a respeito dos temas do advento. A esperança e a fé têm levado o povo a cantar sobre o retorno de Jesus e a nova terra.

O músico Jader Santos é autor de inesquecíveis canções sobre a volta de Jesus (“Eu não me esqueci de ti”, “Chegou a hora”). Sua canção “Eu quero olhar” é um relato didático confiante das últimas coisas e das novas primeiras coisas que acontecerão:

Eu quero olhar pra cima e ver aquela nuvem aparecer um pouco escura, mas não de chuva, só uma mancha a mais no céu

E se eu olhar com atenção verei ainda que há uma luz assim brilhante que num instante vai se tornar bem maior

O desejo de quem espera a volta de Jesus pode ser nublado por sinais que são a contrafação do advento real de Cristo: uma nuvem parecida, prodígios “em nome de Deus”, falsos cristos. A atenção ao que diz a Bíblia é o melhor preparo para não ser confundido.

Em seguida, cada verso descreve características do Esperado:

Sim, é Jesus que triunfante e exultante vem como Rei / Sim, é Jesus, o Pai amante que os seus filhos vem receber / Sim, é Jesus, o humilhado, o que foi morto e reviveu / O que foi homem e que foi Deus, e que voltar nos prometeu

Os dois primeiros versos contrastam com os dois últimos – o Rei triunfante é mencionado também como Deus humilhado. Jesus é o líder-servo e homem-Deus. O mesmo “que foi morto” é o mesmo que “reviveu”, Aquele “que foi homem” também é Deus. A letra faz o contraste entre a morte, própria do estado atual do homem, e a ressurreição, própria da divindade, e ainda completa afirmando a capacidade de Jesus de transcendê-las. Ele não apenas vive, mas é A Vida.

O povo que aguarda a volta de Jesus acredita que a bendita esperança se realizará e que a esperada volta de Cristo será de forma visível e audível:

Enfim chegou Quem nós aguardávamos, Quem nossa alma almejou / Quem nossos olhos sonharam ver, Quem os nossos ouvidos sonharam ouvir

Quando os anjos vieram confortar os atônitos discípulos que viam Cristo ascender ao céu, disseram: “Esse mesmo Jesus que vistes subir, voltará outra vez”. Os discípulos o reconhecerão, assim como nós, porque Ele será o mesmo, dessa vez com grande glória e majestade:

Filho de Maria, Leão de Judá, Estrela da Manhã, vem enfim brilhar

O povo não espera somente o retorno de Cristo, mas também a vida eterna prometida aos que creram, uma vida sem os males terrenos, uma vida de alegria, paz e adoração:

Quero pra sempre contigo morar, Não mais viver a tragédia do mal / Quero em Teus braços me aconchegar / Quero Teu nome pra sempre louvar.

Von Hügel dizia que “grandes realidades, ainda invisíveis, requerem para sua apreensão uma incorporação figurativa na imaginação”. Cantar a esperança do retorno de Jesus é meditar e incorporar em nossa mente a grande realidade divina que em breve se verá face a face.

Joêzer Mendonça

Faça seu comentário
Article

Parece mentira – Qui. 27/12

Deus deu a mim e a minha família a grande bênção de morar num lugar paradisíaco, Ubatuba. Sempre que saio pra andar de bicicleta pela orla ou simplesmente indo da minha casa pra alguma igreja, tenho o privilégio de contemplar as obras de Deus. Às vezes paro e fico pensando em como isso tudo poderia ser mais bonito. E não consigo imaginar.

Paulo diz: “Olho nenhum viu, ouvido nenhum ouviu, mente nenhuma imaginou o que Deus preparou para aqueles que o amam”. I Coríntios 2:9.

O céu é tão utópico que nossa mente finita não o consegue mensurar. EGW diz, no livro Visões do Céu, que só iremos entender o tamanho do sacrifício de Jesus quando chegarmos lá no céu. Quando contemplarmos o que Cristo deixou por nós, entenderemos o Seu verdadeiro sacrifício.

Mas não dá realmente para imaginar um lugar como o céu. Viver num lugar onde não sentiremos medo. Como é viver assim? Como é viver num lugar onde meu filhinho de 2 anos vai desaparecer por vários dias e eu não ficarei nem com uma ponta de preocupação? Não da pra imaginar! EGW no livro Primeiros Escritos diz “Moraremos com segurança na solidão, e dormiremos nos bosques.” Dormir num bosque? E estar bem com isso? Utopia. É inimaginável viver completamente sem medo, insegurança ou ansiedade. É isso o que Deus está preparando pra nós!

Lá, os relacionamentos serão perfeitos. Entenderemos e seremos perfeitamente compreendidos. Não haverá falhas de comunicação. Mensagens dúbias. Pois lá não haverá timidez, egoísmo, lutas pelo poder ou inveja. Pensaremos primeiro nos outros e depois em nós. E os outros pensarão primeiro em nós e depois neles mesmos. Isso é o céu. É assim que Deus é. E é assim que seremos.

O pecado terá sido completamente retirado de nós. Seremos puros, como quando Adão e Eva saíram das mãos de Deus. E assim como eles, contemplaremos a face do Senhor. E lá nunca mais oraremos, pois estaremos face a face com o nosso Deus! E isso vai ser demais!

Gislaine Flores

Faça seu comentário
Article

Tudo Se Fez Novo – Qua. 26/12

Entro em um site de notícias na manhã de hoje, dia de Natal e me deparo com uma notícia que conta de que no Rio De Janeiro uma garotinha de 8 anos foi espancada até a morte por seu padrasto sob a anuência cúmplice de sua mãe que ainda teve o cinismo de levá-la ao hospital e mentir descaradamente sobre as origens dos ferimentos que levaram a menina a morte. Relembrando: é Natal. Crianças não deveriam morrer espancadas, assim como velhinhos não deveriam passar fome nas ruas de Cotia, a cidade que moro. As sombras e a escuridão do mal tomaram a Terra de forma definitiva. Vivemos os estertores de um tempo onde o inimigo de nossas almas semeia o mal de forma cada vez mais contundente, tentando nos fazer crer que não existe mais esperança para a humanidade e o melhor que fazemos é deixar as coisas como estão pra ver como elas vão ficar.

O mal sempre esteve presente na história da humanidade essa é a verdade. Desde que Satanás foi expulso do céu por sua rebelião contra Deus, e enganou nossos pais Adão e Eva, ele cobre o nosso planetinha azul. No decorrer da história de nosso mundo caído, vemos atrocidades que foram cometidas de forma bárbara muitas vezes envolvendo o nome de nosso Deus para justificá-las o que nada mais é do que uma mentira deslavada deste inimigo que tenta nos fazer pensar que nosso amoroso Pai é tão mal e injusto quanto ele.

Por mais triste que seja este panorama é um retrato fiel de nossa Terra. Um lugar onde ser ruim é algo visto com bons olhos por boa parte das pessoas, onde ser desonesto é virtude e ser bom e reto é coisa de pessoas sem iniciativas e que aceitam muito pouco desta vida. Será?

Para os bons e retos que amam a Deus sobre todas as coisas e guardam Seus mandamentos, não coadunando com o mal vicejante neste mundo existe uma promessa tão linda, tão impactante e tão real que só de pensar nossos corações ardem em fogo esperando por seu cumprimento. Essa promessa diz que Deus, ao voltar para este mundo e destruir tudo que existe de pior, erradicando assim o mal de uma vez por todas nos dará um novo céu e uma nova Terra. Jerusalém, a capital desta nova Terra, é um lugar onde não haverá mais noite e nem mesmo será necessário a luz do Sol, pois a glória de Deus iluminará a todos e reinaremos com o Pai pelos séculos dos séculos, Apoc Cap 22, Vers. 5.

Imagine um lugar onde não mais haverá choro, nem dor, onde crianças inocentes serão apenas crianças que brincarão livremente com leões, tigres, e viverão em harmonia com os Anjos de Deus. Não mais haverá alguém que levante a mão para espancá-las, isso não existirá nem em nossas lembranças, pois estaremos totalmente focados na vida ao lado de Cristo. Lá, teremos acesso a novos planetas, a mundos desconhecidos, a seres criados por Deus que acompanharam nossa luta com interesse e que comprovaram através dela o quão justo e bom e nosso Deus. Não haverá a mais tênue sombra de dúvida sobre o caráter de nosso Mestre.

Na verdade este novo céu e Terra não é nada mais do que uma volta as origens.O desígnio de Deus para o Éden e para todo o planeta Terra em sua criação é que ele fosse perfeito, livre de qualquer mácula, que fosse a obra prima de Sua criação e desse firme testemunho de Seu poder e glória. Mas veio o pecado e deturpou todo esse propósito e agora com Sua volta, a Terra volta a ser o que sempre devia ter sido, perfeita, sem uma ponta de impureza, um memorial para todos os outros povos do Universo do que Cristo fez e faz por nós. Veremos com nossos próprios olhos um lugar que nem conseguimos imaginar com nossa limitada mente, apreciaremos árvores, flores, animais, enfim, todo o esplendor da criação Divina no seu grau máximo de perfeição. Não teremos uma palavra que defina o que é luz, pois Deus será a fonte de toda a luz e a luz que dEle flui nos iluminará os passos de forma tão brilhante que nada mais será necessário.

Esse lugar nos será dado por herança pois se formos fiéis até o fim, se cumprirmos os Seus mandamentos, tomaremos posse dEle por direito, pois essa é uma promessa de um Deus que não volta atrás em Suas palavras, que não deixa de cumprir o que promete, que é fiel a nós se formos fiéis a Ele. A fidelidade de Deus para conosco devia ser motivo de meditação permanente em nossas vidas, pois quem somos nós para merecê-la? Somos maus, vivemos em pecado e ainda assim Ele pede que apenas O aceitemos e vivamos segundo o que Ele nos pede para que tudo o que está descrito em Suas palavras, ou seja casas de ouro, mar de cristal, ruas igualmente de ouro, tudo isso e muito mais nos seja dado.

Mas uma reflexão se faz necessária. Todo este esplendor material não fará sentido se não olharmos para nosso Mestre e nos sentirmos impelidos a cair aos seus pés em solene agradecimento. Se não entendermos que o mais importante que haverá na nova Terra é a presença de nosso Salvador conosco, nada adiantará almejarmos por Seus tesouros. Não importa o quão suntuoso seja esta cidade que habitaremos se Cristo não estiver ao nosso lado. Ele é a essência de tudo, Ele é o motivo de estarmos lá. Ele nos salvou, Ele nos resgatou morrendo por nós e nos comprando com Sua vida, Ele então deve ser o nosso maior alvo, nosso objetivo master, estar ao lado é tudo o que devemos desejar e nada mais importa, os adornos da cidade serão meros detalhes, pois o que importa e á presença física de nosso Deus ao nosso lado, poder olhar em seus olhos, poder segurar suas mãos marcadas pela Cruz, poder agradecer por tanto amor imerecido.

Seu coração não se emociona ao imaginar essa nova Terra? Com a possibilidade de contemplar o nosso Senhor e Salvador? Nós cearemos com ele, teremos uma coroa, seremos chamados de filhos pelo Rei do Universo. Filhos do Rei do Universo? Algo pode ser mais emocionante que isso? Que promessa há que seja mais poderosa do que a de ser chamado de filho pelo Rei do Universo? Para se chegar perto da Rainha da Inglaterra existe um protocolo tão feroz que desanima a qualquer pessoa e não se pode tocá-la. Você pode pegar uma avião e ir a Londres ver a troca de guarda no palácio real, você pode tirar fotos dos vários castelos espalhados pelo Reino Unido, mas não pode tocar, dar a mão o máximo que você conseguirá com para a Rainha da Inglaterra. Uma pessoa como eu e você, mortal, falível, com dias bons e ruins e o máximo que você conseguira dela é uma foto.

O Rei do Universo te promete uma morada confortável, linda, e sua, totalmente sua, livre de qualquer ônus e você poderá abraçá-lo, beijá-lo, contemplar Sua criação e isso todos os dias. A qualquer hora. Ele te promete também uma vida eterna e cheia de emoções, onde cada dia da eternidade nos reservará uma jornada diferente.

Deus nos ama, nos quer fazer seus filhos e nos dará um novo céu e Terra. Aceite esse amor, aceite o que vem do Rei do Universo. Quero terminar com uma breve oração:

“Deus nosso Senhor, somos falhos e não sabemos sequer imaginar como será este novo céu e Terra que nos promete. Não conseguimos ainda que tentemos ter um único vislumbre de toda magnitude de sua glória, então pedimos que a ação de seu poder em nossa vida seja cada dia maior e que essa ação resulte em uma transformação genuína, e duradoura para que não sejamos pegos de surpresa com sua volta. Te amamos Senhor, mesmo sendo imperfeitos te amamos e pedimos que aceite este amor imperfeito, e o transforme em um amor puro e verdadeiro, inocente e desinteressado como o de uma garotinha de três anos por seu pai, um amor que não queira nada além de te agradar Senhor e que possamos em breve estar ao seu lado, na sua Glória e que não nos interesse o ouro, o cristal, os diamantes e todas as outras pedras preciosas que lá haverão importando apenas a sua presença o seu abraço e seu olhar de amor sobre nós. Te pedimos em nome de seu filho Jesus, amém!”

Davi Rocha

Faça seu comentário