Archive | janeiro, 2013
Article

O Caráter Esquecido – Qua. 30/01

“Nada façais por partidarismo ou vanglória, mas por humildade, considerando cada um os outros superiores a si mesmo.” (Filipenses 2:3)

Novos tempos e uma nova geração, porém uma nova geração com mentalidade e conceitos herdados daqueles que antes de nós não tiveram a coragem de questionar, não tiveram a atitude de serem humildes e submeterem aos ensinamentos que aprenderam. Embora erguessem cânticos nos mostrando qual seria o melhor lugar do mundo, ainda não estavam convencidos plenamente que esse “lugar” seria ali mesmo.

Muitos trocaram seu tempo de levar o evangelho do amor, para levarem o evangelho das quatro paredes, do pode e não pode. Quantas feridas foram abertas, quantas discussões nunca terminadas e quantas pessoas não foram alcançadas.

Trocaram o amor por regras infantis de homens barbados, trocaram o fervor pelo sedentarismo de fiéis calejados.

Nossos púlpitos nunca tiveram tão infestados com o vírus do “assim é que eu gosto então é assim que tem que ser!”. Quantas fábulas criadas em cima de revelações corretas de um passado não muito distante. Era apenas crer!

Os irmãos romanos pediram desculpas pelas suas atitudes da idade média. Será que deveríamos fazer o mesmo a respeito das nossas “inquisições” de hoje?

Não precisamos de um novo conceito pois o conceito já foi dado, não precisamos de uma nova revelação pois a revelação já foi decifrada.

Precisamos na verdade daquela antiga transformação de nossa mente, transformação de nossos “modos”, modo de achar, de pensar, de fazer, de ser, de falar, de sorrir e de cantar. E completando, não poderia deixar de lado nessa lista crescente a simples e mal interpretada ação “amar”.

Somente quando conseguirmos mudar nossa atitude em relação e essa ação, estaremos prontos pra relatar coisas que só aprendemos porque um dia verdadeiramente estivemos no lugar certo, aos pés do Salvador. Nossa mudança se dará porque finalmente conheceremos o Seu caráter e a essência desse caráter é amor!

Amor incondicional, sem partidarismo ou vanglória. O amor é tudo, tudo é o amor, o amor é JESUS!

Levar a verdade sem “o amor”, estaremos compartilhando uma mentira, e não foi essa a “vida” que um dia nos foi confiada. Bancos cheios, mensagens vazias, bancos cheios de corações vazios, que lê entenda, antes o amor do que uma lenda.

Transforme sua mente com humildade, alinhe o seu caráter ao Verdadeiro caráter. Não cometa os mesmos erros de nossos “pais” (não generalizando logicamente).

Dalmo Arantes

Faça seu comentário
Article

Sem disputas… – Ter. 29/01

“Ter sido criados à imagem e semelhança de um Deus plural significa que manifestamos essa imagem quando nos relacionamos, especialmente no contexto do casamento, que provê ainda o potencial para a multiplicação. Em certo sentido, Deus concedeu o poder criador ao homem e à mulher. Curiosa e diferentemente dos animais, os seres humanos têm conceitos de moral. Por que um amontoado de matéria teria isso? Por que deveríamos confiar nas conclusões e na moral oriundas de um cérebro tido como apenas um aglomerado de moléculas? As “explicações” evolucionistas para a existência da moralidade têm se mostrado insuficientes. A única resposta lógica é que o Legislador universal nos fez à imagem dEle. Portanto, somos dotados de uma moralidade que se reporta à moral absoluta dEle, ainda que de maneira inconsciente, para alguns.” Michelson Borges

“Deveremos nós, para ter o privilégio de delinear a nossa descendência pelos germes, moluscos e macacos, consentir em rejeitar a declaração da Escritura Sagrada, tão grandiosa na sua simplicidade: ‘Criou Deus o homem à Sua imagem; à imagem de Deus o criou’ (Gén. 1:27)?” – Ellen G. White, Educação, p. 130.

“Deus é amor” (1Jo 4:8). O ser humano, criado à imagem e semelhança desse Deus, quando mantém comunhão com a Divindade, manifesta esse amor ao semelhante. Isso contradiz a máxima evolucionista que prevê a sobrevivência do mais apto e a competição como motor da existência.”

Estou passando por um dos momentos mais importantes da vida de uma mulher: a preparação para o casamento. E esta lição fez tanto sentido, pois o casamento é a tradução do amor nas diferenças.

A cada dia conheço mais o meu noivo e tenho uma escolha: aceitar as diferenças ou desgastar o relacionamento tentando fazê-lo mudar para ser como eu (o que é em vão). Aceitar não é só fazer cara feia e cruzar os braços esperando que o tempo me faça esquecer aquilo, sabendo que da próxima vez que o conflito surgir, brigaremos. Não. Aceitar é amá-lo por sua autenticidade, e saber que aquele aspecto da personalidade pode ser uma qualidade na qual eu deveria refletir e até desenvolver em mim. Ou mesmo, aproveitar a oportunidade e simplesmente mostrar meu ponto de vista para que ele me entenda quando o conflito surgir.

Enfim, a lição mais importante sobre a minha semelhança com Deus é o relacionamento. É a capacidade de nos entendermos e convivermos em comunidade. Alguns animais são capazes de viver em grupo, mas com muitas disputas por território. O ser humano difere dos animais no sentido de conseguir (deveria!) se adaptar a todos os tipos de pessoas, com harmonia.

Deus criou um mundo de relacionamentos pacíficos… como estão os seus?

Érica Bornemann

Faça seu comentário
Article

A casa de plástico – Seg. 28/01

“Mas Deus demonstra seu amor por nós: Cristo morreu em nosso favor quando ainda éramos pecadores”. Romanos 5:8

Este final de semana, enquanto esperava o ônibus em um ponto na Marginal Tietê, dois garotos me abordaram: “pra onde você vai?” Confesso que congelei de medo e não respondi, mas eles insistiram: “pra onde você vai? Que ônibus você vai pegar?” Decidi responder com uma pergunta: por que vocês querem saber? Para onde vocês vão? Eles responderam: “para a boca do lixo“. Sorri e disse que não sabia onde era.

Perguntei que ônibus precisavam pegar, eles responderam e continuei as perguntas: por que estavam naquele ponto, se eles tinham família, se sabiam ler, perguntei até o nome deles! Risos… Acredito que fiquei pelo menos uns vinte minutos batendo papo sobre transporte, comida, trabalho, estudo, moradia, saúde, achei uma graça quando eles contaram que o sonho deles era um dia poder pegar taxi, nem se fosse para um lugar bem pertinho!

Fiquei observando aqueles garotos, que apesar da visível pobreza, eram bonitos e simpáticos. Um deles estava de bermuda, blusa, camiseta e chinelo. O outro estava de camiseta, bermuda e descalço. Estava esfriando e pensei em sugerir que voltassem para casa e colocar uma blusa e um chinelo. Onde vocês moram, é longe? Perguntei, e eles apontaram para o lado esquerdo e disseram: “naquela casa de plástico ali“. De longe percebi a família observando as crianças.

Por que então eles iriam para o centro se moravam ali?!? A resposta me surpreendeu! “Aqui não tem água, mas meu Tio invadiu um hotel lá perto da boca do lixo e lá tem muitos quartos, roupas, comida e água! Estamos muito fedidos e precisamos tomar banho”. O que estava descanço, ainda sorrindo, disse: “eu preciso tomar banho e de um chinelo! Lá tem tudo!” Demos risada e o ônibus apareceu. Dei sinal, o ônibus parou. Quando eles foram entrar o motorista não permitiu. Tentei ajudar dizendo que pagaria a passagem deles, mesmo assim o motorista não permitiu. Meu coração ficou quebrado! Mas naquele momento eu não poderia fazer muita coisa, mas e hoje, e amanhã?

Alguns ainda duvidam que podemos andar nas pegadas de Cristo em pleno século 21, que não é o meu caso e acredito que nem o seu. Ele nos deu habilidades para isso e a principal delas é AMAR.

Deus deseja que sejamos bondosos, misericordiosos e amorosos com todos os que cruzam nosso caminho, assim como Ele foi. Devemos cuidar uns dos outros, exercendo assim o amor de Deus para com o próximo.

O mundo está cheio de garotos sem blusa, sem chinelo e quando “muito”, morando em casas de plástico. Podemos fazer algo por eles, além de orar. Se pararmos uns minutos para pensar descobriremos muitas atividades que podemos exercer baseadas num amor puro. Isto nos dará maior realização na vida e nos fará pessoas mais felizes.

O chamado de DEUS está aí, hoje e agora. Você e eu podemos ser instrumentos de amor na construção de um mundo melhor. Que Deus nos revele Seu chamado e que possamos ouvir, atender, SERVIR.

Tatty Barreto

Faça seu comentário
Article

Submissão a Deus, a melhor escolha – Dom. 27/01

Se eu choro, se eu dou risada. Se eu acordo depois de dormir. Se eu respiro. Se eu agora escrevo este texto. Tudo vem de Deus. Tudo é permissão dEle, tudo é vontade dEle. É loucura, a mais pura insanidade acharmos que não dependemos de Deus. Que podemos alguma coisa, por menor que seja sem Ele. Não dá, sem condições de fazermos o que quer que seja sem que Deus esteja ciente e permita. Ele nos observa como se fôssemos únicos, como se ninguém mais no mundo houvesse. Ele sabe do que precisamos antes que nós mesmos demos conta dessa necessidade.

Sabe por quê? Porque Ele nos criou. Ele nos deu o fôlego de vida. Ele criou nosso Pai Adão de quem descendemos. Ele sabe cada pensamento contido em nossa mente e sabe exatamente como vamos proceder em nossos passos. Ele quer o melhor para nós mas nos dá a liberdade de seguirmos o caminho que quisermos por mais terrível e errado que seja. E eu creio que na maioria das vezes em que não seguimos os caminhos do Mestre o motivo é sempre o mesmo: Não aceitamos ser submissos à vontade de Deus.

A vontade de Deus, por definição é sempre a melhor. Deus é santo e deseja que andemos em propósito de santidade. Isso vai contra o mundo que vivemos, cheio de apelos pecaminosos. Queremos ter roupas, carros, apartamentos em bairros elegantes, tudo o que a publicidade veiculada em tvs e internet queira nos vender. Existem coisas que vemos e pensamos “Como pude viver sem isso tanto tempo?”. Uma vez vi em um desses canais de vendas um aparelho para fazer sucos. Fiquei maravilhado. Ele cortava, triturava, amassava, fazia a fruta, qualquer fruta que fosse virar suco em um piscar de olhos. Pensei: Tenho que ter esse aparelho, eu preciso dele, vou emagrecer tomando sucos. Minha esposa desaconselhou a compra acrescentando que eu teria raiva do aparelho em poucos dias. Cego que estava fui e comprei. Tenho raiva do aparelho e só não o quebro porque seria a confissão suprema da inutilidade de minha compra. Ele fica na cozinha, como um memorial me dizendo que devo pensar antes de agir.

Do mesmo modo que minha esposa nada pode contra minha determinação em comprar algo inútil para minha realidade, assim também nosso Pai do céu por mais que tenha nos criado, e saiba exatamente o que é melhor para nós não nos impede de fazer o que queremos. Quantas vezes pagamos um preço altíssimo em nossa vida por atitudes que com um pouco de reflexão apenas jamais teríamos tomado? Depender de Deus não nos faz pessoas menores, ao contrário. Entregar o controle de nossa vida a Ele é a maior prova do quanto somos livres. Pode parecer loucura, mas entregar nossa vida, nossas vontades a Deus e pedir que Ele dirija os nossos passos é gritar para o mundo que somos realmente livres.

Quando fazemos isso, não dependemos do que o mundo acha correto e bom para nossas vidas. Não nos prendemos a grupos que pregam ideologias sem sentido e vazias, que por trás de uma roupagem supostamente intelectual são tão vazias e sem sentido que fazem seus seguidores vagarem por caminhos tortuosos, às vezes, por toda a vida. O mundo tem milhares, milhões de apelos para obscurecer nossa visão sobre o que é certo e errado, e só podemos escolher pela segurança que Cristo oferece se estamos revestidos de Seu Santo Espirito. Se Deus não ocupa o centro de nossa vida, se não somos submissos a Sua vontade, se não somos absolutamente isentos de desejos que não são como os desejos do Pai, não podemos nos entregar de corpo e alma a Ele e nossa vida não segue o caminho que Ele indica.

Muitas vezes a palavra “dependência” dá a impressão de que não podemos ter controle de nossa vida, que somos robozinhos programados para cumprir o que um “deus” acha ser melhor para nós. Nada mais falso. Nosso Deus, não acha, Ele SABE o que é melhor para nossas vidas, mas não nos obriga a nada. Prova maior é que Ele não impediu que nossos pais comessem do fruto da árvore do conhecimento do bem o do mal, apenas os alertou e pediu para que não comessem pois sofreriam as consequências. Bem, eles comeram mesmo assim e o resultado todos nós conhecemos bem. Ainda assim, por tanto nos amar e querer nosso melhor Ele bolou um plano que salvaria a todo o que desejasse e o ofereceu de graça a mim e a você, bastando apenas aceitá-lO.

O relato de Gênesis 2 a partir do versículo 7, que trata da criação do homem é esclarecedor sobre como Deus teve um cuidado todo especial para conosco. Ele criou nosso pai, criou um lugar especial para que ele habitasse juntamente com sua mulher, Ele criou um rio para regar esse jardim, árvores frutíferas, Ele deu todas as condições para que eles fossem extremamente felizes e povoassem a Terra com sua descendência. Ele descia todos as tardes para estar com eles, era um pai presente e amoroso, e seus cuidados se refletiam em uma perfeita harmonia que fazia com que tudo fosse muito bom tanto aos olhos, quanto ao paladar e todos os outros sentidos.

É fato que não temos mais um Éden para morarmos, nossa geração nunca o teve na verdade, mas é fato também que temos a promessa de morarmos com Deus em um lugar muito melhor do que o Éden já foi e desde sempre, Deus pode vir nos visitar todas as tardes, noites e manhãs se assim desejarmos e buscarmos Sua presença.

A submissão a Deus é a melhor forma de levarmos uma vida cristã genuína. E eu espero que possamos dia a dia sermos mais e mais submissos a um Deus que por nós morreu e nos amou e ama de forma indescritível.

Davi Rocha

Faça seu comentário
Article

Tudo aponta para o Criador – Sex. 25/01

Por vezes os problemas são tantos que não enxergamos nenhuma solução. A dor é tão forte, a solidão tão intensa que parece que o melhor mesmo é o fim. É ai que entra a beleza da lição dessa semana. Tudo aponta para o Criador. Toda a Escritura, profetas, reis, discípulos. Temos um Criador que enxerga muito além daquilo que conseguimos ver, que conhece nossos pensamentos, sabe quantos fios de cabelo tem em nossa cabeça. É Ele quem nos desperta pela manhã, Ele quem controla cada batida de nosso coração.

“Eu te louvo porque me fizeste de modo especial e admirável. Tuas obras são maravilhosas! Disso tenho plena certeza.”(Salmos 139:14)

Meu desejo é sempre confiar nesse Criador nos bons e principalmente nos maus momentos da minha vida assim como Jó. Daqui a pouco é sábado, descanse na certeza de que o Criador está a frente dos seus problemas/projetos e eles serão resolvidos por Aquele que fez o Céu e a Terra.

Feliz Sábado com Jesus

Danielle Prado

Faça seu comentário