Archive | dezembro, 2013
Article

O coração do homem – Ter. 31/12

imagem 1

Jesus gostava de desafiar as maneiras como as pessoas pensam. Para sermos grandes, disse ele, precisamos ser pequenos. Para sermos líderes precisamos servir aos outros. Para sermos profundos pensadores, temos que ser capazes de sentir. Jesus ensinou que a identidade do ser humano é uma questão de coração.

“O coração do homem determina as suas palavras.” Mateus 12:34

Jesus frequentemente seguia a paixão do seu coração, mesmo quando ela não fazia nenhum sentido lógico para aqueles que o cercavam. Quando decidiu escolher um grupo de discípulos para o seu círculo mais chegado de amigos, o seu critério não foi a educação nem mesmo a inteligência. Ele preferiu aqueles capazes de entender com o “coração”. Jesus não tentou mudar o mundo com uma nova filosofia ou um melhor conjunto de princípios espirituais que pudessem ser ensinados de modo acadêmico. Ele sabia que o Reino de Deus seria difundido pelo impacto do que as pessoas sentiam no coração.

imagem 2

Apesar de ter sido um dos maiores líderes espirituais da história, Jesus passou muito pouco tempo em lugares religiosos, pois quase sempre ficava onde as pessoas viviam. O discipulado (fazer discípulos) foi o modo particular de Jesus anunciar o Evangelho e reunir em torno de si seus primeiros seguidores e seus ensinamentos da época pode ser encontrado até os dias de hoje nas Escrituras Sagradas e o nosso dever como seguidores de Cristo é manter o compromisso contínuo e um modo de vida conforme Romanos 12:11-13 “Não se deixem esgotar: mantenham-se animados e dispostos. Sejam servos vigilantes do Senhor, com uma expectativa alegre. Não desistam em tempos difíceis, mas orem com fervor. Ajudem os cristãos necessitados e pratiquem a hospitalidade.”

imagem 3

Que durante esse trimestre ao estudar a Lição da Escola Sabatina, possamos aprender que santidade no caminho do discipulado de Jesus não é algo que Ele exige de nós, mas algo que Ele nos oferece a cada dia.

Ingrid Oliveira

Faça seu comentário
Article

Gosto quando… – Sex. 27/12

CJ_001_Pensativa

Quem nunca deixou de lado o conselho da mãe ou simplesmente nem quis ouvi-lo? Me lembro que há mais ou menos um ano e meio meu namorado foi viajar para a casa do pai, em outro estado, e eu não poderia ir devido aos meus compromissos, trabalho, enfim. Surgiu a oportunidade de eu passar o final de semana com ele. Fiquei aflita, queria ir de qualquer jeito, e pedi conselho pra tanta gente, mas mesmo assim minha agonia não passava. Não queria pedir conselho da minha mãe, pois tinha certeza que ela falaria um “monte” para mim.

CJ_002_Mãe-Filha-Amor

Fiquei com medo de me aproximar dela, tinha medo da sua reação e por isso a evitei. Quantas vezes temos medo de nos aproximar de Deus porque nos sentimos pequenos e pecadores demais para chegar até Ele? Pois bem, resolvi pedir um conselho a minha mãe e totalmente o contrário do que eu pensava ela me tranquilizou, expôs os prós e contras da situação e me fez decidir por mim mesma, e sem impor me fez refletir.

CJ_003_Jesus-Mestre

Nosso Deus é assim, Ele está sempre lá, pronto a nos ouvir, e NUNCA irá nos acusar, basta confiarmos no que Ele tem reservado a cada um de nós. Ele deseja que fiquemos cada vez mais perto dEle e gosta quando pedimos conselhos, gosta quando desabafamos, gosta quando nos arrependemos, gosta quando dividimos alegrias, gosta quando estamos conectados a Ele.

“Vinde a mim, todos os que estais cansados e oprimidos, e eu vos aliviarei.” Mateus 11:28

Jacqueline Ferreira

Faça seu comentário
Article

A força da União – Qui. 26/12

CJ001_União

Salve-se quem puder! A salvação é individual! Cada um por si e Deus por todos! Essas palavras soam um tanto egoístas. Sim, sabemos que a salvação é individual, mas também sabemos que uma vez que temos certeza da nossa salvação em Cristo, garantida através de Sua morte na cruz, não por merecimento, mas por amor, automaticamente vamos querer transmiti-la a todos quanto for possível.

Para ver esse conceito na prática, podemos ler o que está escrito em Mateus 18:20, que diz: “Pois onde se reunirem dois ou três em meu nome, ali eu estou no meio deles”. Esse texto quebra toda a barreira do egoísmo e nos mostra o quão importante é viver em comunidade, para que somando aquilo que há de melhor em cada um, possamos ser mais fortes! Já pensou que triste seria ir para o céu sozinho, sem as pessoas que amamos?

CJ002_União2

Hoje temos a liberdade de ir à igreja, de adorar o nosso Deus sem proibições, bem como de falar aos outros a respeito de nossa fé. Mas muitas vezes, começando por mim, não damos valor a isso. Como? Só olhar os bancos da igreja nos cultos de quarta-feira e de domingo. Damos desculpas mesquinhas, porque se quase ninguém vai à igreja, por que temos que ir?

No livro de Hebreus 10:25 encontramos um conselho, no qual precisamos nos apegar. “Não deixemos de reunir-nos como igreja, segundo o costume de alguns, mas procuremos encorajar-nos uns aos outros, ainda mais quando vocês vêem que se aproxima o Dia.” Mas e se mesmo assim a igreja continuar vazia? Temos a promessa de que onde estiverem dois ou três reunidos em Seu nome, ali Deus estará.

CJ003_Cadeado-Corrente

Quanto mais fortes forem os elos de uma corrente, mais dificilmente ela será rompida. E o mesmo ocorre conosco enquanto igreja. Nos tornamos bem mais fortes quando damos as mãos e mantemos o laço do da fé, da esperança e do amor. Deus espera “só” isso de nós. Por que não fazê-lo, se Ele já fez tudo?

Karen Ferreira

Faça seu comentário
Article

Então, é Natal… – Qua. 25/12

natal

Natal é uma data muito especial. Mesmo as pessoas não sendo religiosas ou não acreditando no nascimento de Cristo neste dia, todos podemos reconhecer que esta época do ano desperta o melhor em nós: benevolência, amor, caridade, alegria, companheirismo e etc. Infelizmente, esses sentimentos são passageiros para muitos de nós. O espírito natalino paira na véspera e vai embora logo no dia 26…

Por natureza, nós somos seres imorais… Moralidade não é nosso forte. Podemos fingir, mascarar ou até mesmo mudar nosso comportamento em determinadas situações. Contudo, se sondarmos lá no fundo do coração, com certeza a alma estará em desconformidade com as ações exteriores. E muitos se perguntam: realmente estou convertido? Será que estou salvo? Nós temos a tendência de relacionar a moralidade com salvação. A religiosidade como meio para nos tornar boas pessoas ou até mesmo as nossas próprias ações. O problema é que sempre falhamos… A princípio, o espírito natalino não está em nós todos os dias.

cantata_natal

Deus sabendo disso fez o plano. Retirou de nós a responsabilidade de lutar contra a nossa própria natureza. Sim, essa não é a nossa responsabilidade. Cristo veio somente com um único objetivo: salvar e redimir. E é neste processo que podemos confiar nEle para nos ajudar nestes aspectos controversos aos nossos desejos. Porém, temos a nossa responsabilidade também. Que no quadro geral é simples comparado com a de Cristo. Apenas precisamos acreditar. Acreditar naquEle que limpa e transforma. Não apenas as ações exteriores, mas o “core” de nossa alma.

Muitos questionam o porquê do existir. Duvidam se são capazes de mudar. Indagam por algo que não são ou não têm. Na realidade, todos nós procuramos essas respostas. E as perguntas se fazem porque compartilhamos a mesma essência e natureza. Todos nós precisamos de um direcionamento, de uma razão, de um amor e também de um salvador. Acreditar que vamos conseguir por nossos próprios esforços e lutar contra nós mesmos. E não há um que conseguirá sair ileso desse conflito interno. Pois buscamos consistência, harmonia e bem-estar com a nossa alma. Mas apenas conseguiremos isso quando deixarmos de lutar. Sim, parar de lutar e iniciar um processo de aprendizado e de entrega.

open-hands

Hoje, Cristo lhe oferece uma mudança completa que gera paz, felicidade e amor. Sentimentos que muitas vezes forjamos com coisas ou pessoas. Porém, os verdadeiros atributos vêem de Deus. Neles podemos ter certeza de um caráter transformado e de um coração purificado. Recebendo a dádiva de Cristo, venceremos. Não pelos nossos esforços, mas por aquEle que já venceu e possui por natureza, tudo aquilo que almejamos e procuramos nesta vida. Apenas acredite, pois um dia será natal para sempre.

Robson Teles

Faça seu comentário
Article

Sem barreiras – Ter. 24/12

internet-lenta

Lembro-me bem de quando comecei a usar internet. As conexões eram lentas e discadas, às vezes caiam também, só para ajudar. Eram tempos complicados. Depois com a chegada da banda larga, as coisas começaram a melhorar. Hoje, moro num lugar que a internet não é muito boa. Tenho limite de download e isso me prejudica muito quando necessito trabalhar. É terrível ter acesso limitado às coisas. É muito ruim trabalhar com restrições, não é?!

Quando o pecado entrou no mundo, o homem passou a sacrificar um cordeiro para que pudesse, pela representação desse, ter o perdão dos pecados. Então, Deus enviou Seu filho para que se tornasse um sacrifício para perdão dos pecados de todos. O acesso antes restrito ao santuário tornou-se irrestrito por meio de Jesus.

oracao-bonita

Hoje eu não necessito sacrificar um cordeiro para ser perdoada. Hoje eu só preciso orar, confessar meu pecado, me arrepender e, em nome de Jesus, pedir perdão. Jesus está lá aguardando meu pedido, aguardando ouvir meu clamor para me perdoar. Ele abriu todas as portas, tirou as restrições e me deu o direito ao perdão.

Wine__grape__bread_by_donnobru

“Como sacerdote, Cristo fez um sacrifício único pelos pecados, e tudo se resolveu!… Foi um sacrifício perfeito realizado por uma pessoa perfeita para aperfeiçoar pessoas muito imperfeitas. Por meio daquela simples oferta, Ele fez tudo o que precisava ser feito para os que tomam parte no processo purificador. O Espírito Santo confirma: Desta vez vou escrever a aliança neles mesmos, vou gravá-la no coração deles. Ele conclui: vou limpar de vez a ficha dos pecados deles.” (Hb 10: 12-18 AM)

Não existem mais barreiras! Ele fez a parte dEle! Agora é sua vez!

Olívia David Begnália

Faça seu comentário