Archive | maio, 2014
Article

Troca de alianças – Sáb. 31/05

Comentário Jovem 01

Lembro-me como se fosse ontem quando colocamos a nossa aliança de compromisso! Eu e meu namorado saímos e decidimos comprá-las quando completamos 4 meses de namoro. Quando chegamos em minha casa e meus pais viram que estávamos usando alianças, minha mãe ficou nervosa e disse que eu não sabia o que significavam. O meu pai também não gostou muito, mas conversou conosco e nos deu conselhos. Explicou que elas significavam um compromisso sério e que não poderíamos “brincar” de namorar. E finalizou falando pro meu namorado que a partir de então ele tinha o dever de cuidar de mim, honrando o nosso compromisso.

Comentário Jovem 02

Começamos a namorar bem cedo e tivemos a oportunidade de descobrir juntos, e aos poucos o que as alianças significavam. Crescemos juntos e com o crescimento veio o amadurecimento de ambos. Em dezembro do ano passado ele pediu para se casar comigo! Então trocamos as alianças de compromisso pelas de noivado! Esse está sendo um momento muito especial para nós! Curto cada momento de nossos planejamentos para a próxima troca de alianças, onde finalmente seremos unidos em casamento! O compromisso não mudou, mas a responsabilidade e o frio na barriga aumentam cada vez mais!

Comentário Jovem 03

Quando Israel foi liberto da escravidão do Egito, Deus estabeleceu com eles uma aliança. Eles deveriam seguir as leis cerimoniais e morais para que pudessem entrar na terra prometida. Mas a peregrinação no deserto foi um processo dolorido, porque eles não levariam apenas 40 dias para chegarem lá. Durante os anos eles começaram a perceber que não seria tão fácil assim seguir a lei, embora Deus houvesse deixado claro as condições para entrarem em Canaã. Muitos morreram por deixarem de lado a aliança que Deus havia feito com eles.

Comentário Jovem 04

A terra chegou a um ponto onde não havia mais o que pudesse ser feito, porque o pecado era cada vez pior. Imagine se ainda hoje fosse preciso sacrificar animais para perdão de pecados? Não haveria sacrifícios suficientes para todos, então a regra seria: “salve-se quem puder”. Mas sabendo disso Cristo decidiu trocar a aliança e ser o Sacrifício que de uma vez por todas acabaria com o problema do pecado. Essa troca de alianças deu a oportunidade à toda a humanidade de receber a salvação!

O compromisso não mudou, mas a ansiedade de Cristo é cada vez maior para estar conosco para sempre, no lar que já nos está preparado! Precisamos seguir a lei não para obter a salvação, mas porque temos a salvação! Você também está ansioso?

Karen Ferreira

Faça seu comentário
Article

Presente Dividido – Sex. 30/05

timthumb

Olhando minha conta bancária, me surpreendi com um valor que para mim, não deveria estar ali. Fui procurar saber quem havia feito aquele depósito. Descobri que era um presente que havia recebido de um tio muito querido. Em princípio liguei para agradecer e dizer que devolveria aquele dinheiro, não me via digna de ficar com aquele dinheiro, já que sabia de suas lutas e as dificuldades que havia passado recentemente, mas ele não aceitou. E me convenceu a ficar com aquela bênção que havia vindo num momento muito oportuno para minha família.

graça 2

A graça de Deus também é um presente. Um presente que não mereceríamos ganhar. Mas que mesmo sem merecer Deus nos dá, pois a graça é isso. Não é merecer, não é ser obediente, legal ou bonzinho para poder receber, mas aceitar que pelos méritos do nosso Senhor podemos tê-la.

Assim que recebemos a graça, uma coisa extraordinária acontece. Não temos como recebê-la sem demonstrar aos outros o quanto é bom. Todos vão perceber as mudanças. As pessoas sentiram o perfume de Cristo exalando em nós. E a partir do momento que vivenciamos esse prêmio em nós, passamos a viver de acordo com a lei, passamos a obedecer. Pois aquilo que sozinhos não podíamos fazer, Cristo nos completa.

presente-surpresa-para-namorada

Dessa forma, é impossível não querer mostrar esse presente aos outros, do mesmo jeito que uma criança não consegue esconder a alegria de um brinquedo novo. Você passa a querer que todos usufruam da graça, do amor de Deus. Não tem como não querer compartilhar. E quanto mais se compartilha, mais amor e graça são demonstrados aos outros.

Eu não pude deixar de falar da bênção que recebi de Deus por intermédio do meu tio. Não esconda a graça de Deus em sua vida. Enfim, “… de graça recebestes, de graça daí” (Mt 10:8) Viva de forma grata! Leve a graça de Deus aos outros!

Olívia David Begnália

Faça seu comentário
Article

Condenado, mas para a vida eterna – Qui. 29/05

meriam-yehya-ibrahim-apostasy-sharia-law-sudan

Hoje pela manhã fiquei sabendo de uma mulher que deu a luz na prisão. Seu nome é Meriam Yahia Ibrahim Ishag e ela foi condenada à morte de enforcamento por ter cometido o crime de apostasia. Ela é cristã e ficará presa até a criança completar dois anos. Ela mora no Sudão, um país mulçumano e intolerante à liberdade religiosa. Ela é filha de pai mulçumano e mãe cristã. Seu pai foi ausente na infância e sua mãe a criou conforme a fé cristã. Antes de ser morta ela receberá cem chibatadas por ser acusada de adultério já que se casou com um cristão. Antes de ser sentenciada ela teve a oportunidade de negar a sua fé cristã e voltar ao islamismo, mas seu discurso incisivo é de uma mulher que mesmo presa e condenada à morte vive a liberdade de uma vida eterna: “se querem me executar, então devem ir em frente, pois não vou mudar minha fé.

cruz2

Refletindo sobre este caso, não há como não pensar em algumas perguntas: Até onde chega minha fé? Que tipo de cristão eu estou sendo? Teria eu a mesma coragem? Quando vamos à Bíblia, vemos vários personagens que foram presos injustamente e viviam sua fidelidade à luz do Evangelho como Pedro, Paulo e João. Outros ainda foram mortos à fio de espada como Tiago (At. 12:2). Em Mateus 5, Jesus ensina o sermão das bem aventuranças e no verso 10 Ele declara que são “Bem-aventurados os que sofrem perseguição por causa da justiça, porque deles é o reino dos céus;” não por acaso no verso 17 do mesmo capítulo Ele declara que “não veio para revogar a Lei ou os Profetas, mas para cumprir”.

2434699207_261bbcf828

A mesma lei que condena o pecado é a que nos liberta dele e aponta para o Redentor. “…nenhuma condenação há para os que estão em Cristo Jesus, que não andam segundo a carne, mas segundo o Espírito.” (Rm 8:1). Merian Yahia já vive a liberdade que somente o redentor pode oferecer. Oremos em favor dela.

Silvio Mafra Junior

Faça seu comentário
Article

A lei e as nações – Ter. 27/05

419856_1887635527533_1740804583_946204_2050415649_n

“Em cada ser humano Deus enxerga infinitas possibilidades. Vê os homens como podem vir a ser transformados por sua graça, na “graça do Senhor nosso Deus” (Evang. Página 487). Deus não faz acepção de pessoas. O seu trabalho pode ser realizado por qualquer um desde que ele obedeça a Lei de Deus e a pratique.

Open book on green grass 2

Deus escolheu o povo de Israel para ser o Seu povo escolhido. Ele providenciou outros instrumentos para levar a Sua Mensagem de salvação às nações. Ele usou a natureza, o Espírito Santo e testemunho de algumas pessoas, como a história a seguir: Alguns anos atrás, um homem zangado pegou a bíblia de um crente dentro de um trem e jogou-a pela janela. Dez anos depois, um colportor da nossa igreja passou pela região e ao oferecer uma bíblia a um sitiante, este revelou que no sítio vizinho se lia a bíblia e havia umas 150 pessoas guardando o sábado, fruto daquela bíblia jogada pelo incrédulo. (Lição Fácil, página 81)

Hoje, a responsabilidade de levar a palavra de Deus aos outros é nossa. Somos os atuais mensageiros de Deus, mostrando seu amor e sua lei ao mundo. Fazemos esse trabalho por amor a Ele.

Throne & Scrolls  850W

Devemos também lembrar que o julgamento de Deus será para todos. Tanto aqueles que conhecem a lei escrita, como aos que não a conhecem e usam a lei da sua consciência.

Patrícia Lina Cardoso Spissoto e Iris Cardoso Spissoto

Faça seu comentário
Article

Lei e graça: para quê? – Sáb. 24/05

Tive a oportunidade de passar um sábado inteiro com os jovens da igreja em um programa outdoor que realizamos na semana passada. Enquanto recapitulamos a lição, foi levantada uma questão que levou os grupos a pensarem e discutirem para encontrar um resposta: “Se não somos salvos pela lei, mas pela graça, por que precisamos da lei?”

Comentário Jovem 01

Chegamos à conclusão de que a lei e a graça não podem ser vistas separadamente. A lei serve como um espelho: mostra as nossas imperfeições, e porque conseguimos enxergá-las, tentamos “dar um jeito” passando maquiagem, colocando um gel no cabelo, usando uma roupa melhor, tudo para que a nossa aparência seja a melhor possível. Mas a verdade é que essas imperfeições não são removidas, mas cobertas, porque não temos capacidade para isso.

Comentário Jovem 02

“A lei requer justiça – vida justa, caráter perfeito; e isso não tem o homem para dar. Não pode satisfazer as reivindicações da santa lei divina. Mas Cristo, vindo à Terra como homem, viveu vida santa, e desenvolveu caráter perfeito. Estes oferece Ele como dom gratuito a todos quantos o queiram receber. Sua vida substitui a dos homens. Assim obtêm remissão de pecados passados, mediante a paciência de Deus.” (O Desejado de Todas as Nações, p. 762)

Comentário Jovem 03

E é exatamente nesse momento que entra a graça! A lei nos mostra o que é pecado, enquanto a graça nos cobre com uma justiça que não é nossa, mas de Cristo! “Por Sua humanidade, Cristo estava em contato com a humanidade; por Sua divindade, firma-Se no trono de Deus. Como Filho do homem, deu-nos um exemplo de obediência; como Filho de Deus, dá-nos poder para obedecer.” (Ibidem p. 24)

Só basta querer receber esse poder! Que diariamente possamos decidir ser cobertos com a graça de Cristo e obedecer a Sua lei, para que triunfemos sobre o pecado!

Karen Ferreira

Faça seu comentário