Archive | abril, 2015
Article

O Que Você Vê no Espelho? – Seg. 13/04

young-women-reflection-of-christ

A encarnação do Senhor Jesus Cristo é um dos maiores mistérios da Bíblia, não pelo milagre do “nascimento de Deus”, como se isso não fosse assunto para uma eternidade de discussões, mas igualmente pelas intrigantes perguntas que surgem sobre a Sua personalidade enquanto aqui na Terra.

O Cristo que aparece no Jordão para ser Batizado é absolutamente consciente de sua natureza Divina e sua missão. Ele não faz nenhuma objeção à constatação de João Batista, que não se sentia digno nem de lhe amarrar as sandálias. Ele apenas lembra seu primo de que isso era necessário. Ambos tinham uma missão, e deviam cumpri-la fielmente. Não havia tempo ali para discussões teológicas e troca de elogios. João foi fiel! Cristo também!

A questão é entender a partir de quando o Senhor Jesus Cristo passou a perceber que Ele era o Messias; mais do que se enxergar como o Messias, Ele sabia ser o próprio Filho de Deus, eterno e Criador do Universo! Devo supor que quando Cristo nasceu, sendo ainda um bebezinho, não sabia mais do que qualquer bebê seja capaz de saber, e é intrigante pensar que aos 12 anos Ele já tinha plena consciência de sua genealogia Divina. A resposta que Ele dá aos seus pais desesperados quando finalmente o encontram no templo, entre os doutores, é reveladora: “Vocês não sabiam que é meu dever cuidar dos assuntos do meu Pai?”.

É fácil entrar no campo da especulação e logicamente isso é perigoso. Lucas, um médico, pesquisador, mesmo tendo o cuidado de confirmar tudo o que ouvira, decidiu se render, sem especular, a alguns fatos que não se podem explicar. Lucas era um homem de fé. E com fé ele relata que Cristo é o Filho de Deus, que habitou entre nós e aos 12 anos deu uma demonstração impressionante de que sabia quem era e qual Sua missão.

jesusbatizado

É praticamente impossível entender como o Jesus de Nazaré tinha tanta certeza de que Ele era o Filho de Deus. Fato é que em seu Batismo, Deus falou claramente que Ele era o Filho Amado. Quarenta dias depois Satanás pessoalmente tenta lhe tirar essa certeza. E falha! Falha por que o Senhor Jesus não ousou ir além das Escrituras. E é aí que nós falhamos. Teimamos em fazer da Bíblia um livro para confirmar nossas necessidades, ao invés de lê-la como o livro que revela nossas necessidades.

Satanás também nos tenta a pensarmos que não somos filhos do Altíssimo. Aponta para os nossos pecados, condição social, fraquezas e dúvidas como prova de que nada temos com Deus. Mas, assim como Cristo se apoiou na Palavra como prova de sua Divindade, podemos nos apoiar na mesma Palavra como prova de nossa mais degradante humanidade, e lá, na Palavra, encontrarmos a certeza de que não é o que somos que nos torna filhos de Deus, mas Seu grande amor por nós.

Boy-Reads-Bible

Não podemos saber como e quando o Homem Jesus viu no espelho o Deus Filho, mas podemos decidir agora o que veremos no nosso espelho. O ser humano miserável e pecador, ou a “nova criatura em Cristo Jesus”. Um filho do pecado ou um filho de Deus…

As Escrituras diziam a Jesus quem Ele era. “São elas mesmas que de Mim testificam”, Ele disse certa vez. A Escrituras dizem quem somos: “A todos quantos o receberam, deu-lhes o poder de serem feitos Filhos de Deus”, ensina o apóstolo João. Basta crer! Basta recebê-lo para sermos o que podemos ser de melhor: Filhos do Deus Altíssimo!

Daniel Makawetskas

Faça seu comentário
Article

E o Seu Nome Será [Coloque Seu Nome Aqui]… – Seg. 06/04

A lição desse trimestre aborda a narrativa de Lucas sobre a vida de Jesus. Impossível falar da missão de Cristo sem lembrar a missão de João Batista. Lógico que elas são em si mesmas incomparáveis! Cristo é nosso Salvador. É Salvador inclusive de João Batista. Mas a missão de João Batista e a maneira como Deus o preparou para ela é, ao mesmo tempo, um convite e um desafio para todos nós.

O nascimento de João Batista foi, não na mesma intensidade, milagroso como o de Jesus. Deus, fazendo dessa forma, deixou claro que havia um propósito para a vida de João; um Divino propósito que o colocaria entre os maiores homens que já existiram. Esse é o convite que Deus faz a todos nós. Ele tem um propósito para cada um e nos oferece esse propósito como salvaguarda contra as intenções de Satanás para nós.

Dart in Center of Dart Board

A vida de João Batista foi, não na mesma intensidade, abnegada como a de Jesus. Ao receber o convite do Mestre, o pregador do deserto poderia ter dito “não”! Poderia calcular que o preço era alto demais; o sacrifício muito elevado. Mas ele aceitou o desafio. Viveu para cumprir sua missão. E para cumpri-la fez os mais ousados sacrifícios. Escolheu viver de forma simples, solitária, santificada… Sabia que não poderia cumprir fielmente o trabalho designado sem se separar do mundo. Fugiu consciente de todas as influências pecaminosas de sua época. Ele tinha que preparar o caminho do Senhor. Para isso tinha que andar no caminho do Senhor…

582786

Ao aceitarmos o convite de vivermos de acordo com os propósitos do Criador, estamos cooperando para nossa própria salvação, e por consequência para que a mensagem de salvação chegue aos outros. Seja qual for nosso dom, nosso ministério, nosso trabalho, a verdade é que o plano de Deus para nós é essencialmente o plano que Ele tinha para João. João anunciou a outros o Cristo que era a sua própria salvação. Deu ao outros aquilo que ele também necessitava. Quando nos empenhamos na pregação do evangelho (essa é nossa missão) estamos preparando o caminho para que Cristo “ande” na vida daqueles para quem pregamos. Seja por atos, por palavras, por exemplo, nossa missão é anunciar a salvação.

Quando o anjo apareceu a Zacarias, instruiu-o até mesmo acerca de qual deveria ser o nome do bebê: “Isabel, tua mulher, te dará à luz um filho, a quem darás o nome de João”. – Lucas 1:13 É curioso que quando João nasceu, os familiares de Isabel se incomodaram com esse nome. Como impeditivo, argumentaram que ninguém na família tinha esse nome. E assim Satanás age até hoje. “Quem você pensa que é para mudar o rumo da sua história? Você vem de uma família pobre. Quer ser um advogado, um médico, um grande pastor? Jamais será. Veja suas origens. Não tente mudar as coisas. Fique preso ao seu passado, ao fracasso e à miséria de seus parentes!”. Quando Isabel e Zacarias se negam a ouvir essas vozes, e dizem que o nome será João, dão o primeiro passo para aceitar que Deus mude o rumo de suas vidas. Estão dizendo “sim” para a missão. Estão dizendo que querem fazer a vontade de Deus. Estão deixando Deus cuidar das coisas, fazer do jeito dEle, e mudar os destinos. Estão vivendo por um propósito.

ac17ce2c06510d20d445274805948a7bff797e47

Há um propósito para sua vida! Diariamente Deus te oferece um plano. Ele está dizendo “a quem darás o nome de…”, e se você colocar seu nome aí, logo após as reticências, o propósito de Deus se cumprirá. Experimente. Deus sempre tem um plano! Você sempre faz parte dos planos dEle.

Daniel Makawetskas

Faça seu comentário