Archive by Author
Article

O verdadeiro significado do Natal – Ter. 25/12

Hoje como todos sabem é um dia de muita alegria e harmonia a todos, mesmo aos que não acreditam, sendo feriado todo mundo aproveita de alguma forma. Mas hoje é uma data diferente, não sabemos exatamente se esse foi o dia, mais sabemos que Jesus nasceu, sabemos que Ele veio a esse mundo como homem para nos salvar! Ele prometeu isso e cumpriu e fez mais uma promessa de que voltaria, e é essa promessa que nos faz seguir cada dia!

Bom, as comemorações de Natal incluem a presença de diversos símbolos tradicionais como a ceia de Natal, árvore de Natal, o Papai Noel, as músicas, a troca de presentes, o presépio, a iluminação e outras decorações natalinas. Mas o que significam tudo isso? Por que desses símbolos?

A árvore de Natal é um dos símbolos mais populares, e normalmente é um pinheiro. Há muitas versões sobre a associação da árvore ao Natal. Uma delas é que o formato triangular do pinheiro representaria a Santíssima Trindade.

O Papai Noel foi inspirado na figura de São Nicolau, um bispo do século III, o Papai Noel é responsável por trazer os presentes das crianças no Natal, segundo a tradição.

A estrela de Natal simboliza a estrela que guiou os reis magos até o local do nascimento de Jesus, segundo o relato do Evangelho de Mateus, na Bíblia.

Tudo isso é muito bonito, o Natal é bonito! É bom ver como a cidade fica toda iluminada de noite e perceber que as pessoas não se importam com a conta de energia que vai vir depois (risos). Mas, se o Natal é para lembrarmos o nascimento de Jesus por que tantos ‘representantes’? O Natal deve ser dentro de nós a cada dia, tem que ser a gratidão por tudo que Deus fez por nós e não ficar olhando para um homem barbudo de vermelho falando HO-HO-HO para as crianças! Isso é tudo marketing!

Jesus nasceu! Vamos levantar os olhos a Deus e agradecer mais uma vez por tudo que Ele tens feito e pelo que vai fazer também pois Ele é digno de todo louvor! Esse é o verdadeiro significado do Natal! Vamos comemorar, Cristo veio, morreu e agora vive! Amém!

Larissa Cristina

Faça seu comentário
Article

O Segundo Advento – Ter. 18/12

Lembro-me de quando minha mãe amava estralar os meus dedinhos, ela chegava bem devagarinho, se aproximando dos meus dedos até eu perceber e me encolher toda, então ela vinha com as propostas de 1 real por dedinho, eu aceitava mas ela se arrependia da proposta ‘cara’ e começava a baixar o preço e é claro que eu não aceitava, afinal, assim não tem graça! (risos).

E é assim com todos. O ser humano é motivado pelo prêmio que tem na linha de chegada! Não importa qual prêmio seja, uma casa, um carro, um cargo e assim vai…

Então, a pergunta para a lição de hoje é a seguinte: sem a segunda vinda, e a ressurreição que ela trará, o que a promessa da salvação significaria para nós? Nada!

A segunda vinda e a ressurreição é o que nos dá Esperança a cada dia, é o que nos faz conhecer a Palavra e tudo que está nela! Afinal, do que adiantaria amar um Deus como este sabendo que nunca poderíamos vê-LO? Sem contar que seríamos seres desmotivados, pois não teríamos um verdadeiro objetivo para a vida! Tudo seria muito chato; nasceríamos, ‘aproveitaríamos’ as coisas que temos aqui e morreríamos! Assim como muitos vivem por aí, sabendo que sua felicidade pode acabar a qualquer momento, vivem em prol de tentar prolongá-la e ao mesmo tempo não sabem o porquê, no fundo tudo parece sem sentido.

A segunda vinda é a solução da vida, é o resultado desse grande enigma! Um enigma que todas suas instruções se encontram na Bíblia, instruções até de como fazer dessa Terra um lugar melhor; é como se fosse um bônus pra pular de fase!

Estamos chegando ao final da fase, O Grande Conflito está prestes a acontecer e o que está acontecendo conosco? Estamos preparados para receber o Espírito Santo em nosso viver?

“E nos últimos dias acontecerá, diz Deus, que do Meu Espírito derramarei sobre toda a carne; e os vossos filhos e as vossas filhas profetizarão, os vossos jovens terão visões, e os vossos velhos terão sonhos; e também do meu Espírito derramarei sobre os Meus servos e as Minhas servas naqueles dias, e profetizarão;
E farei aparecer prodígios em cima, no céu; E sinais em baixo na terra, Sangue, fogo e vapor de fumo”
. Atos 2:17-19

Vamos purificar todo nosso ser com Cristo. Tornando-nos dEle e vivendo para Ele a cada dia mais, pois o Segundo Advento vem! Prepara-te.

Larissa Cristina

Faça seu comentário
Article

Amor ao próximo sem egoísmo – Ter. 11/12

E quem nunca brincou de bola na rua e chegou a vez do ‘dono da bola’ ficar de fora e ele diz – Se eu não jogar vou embora! E alguns falam – Vai! E ele com toda certeza de que vai continuar jogando diz com toda autoridade – A BOLA É MINHA! E com toda cara de pau volta a jogar.

Falando sério, ninguém gosta de uma pessoa egoísta, principalmente quando a única opção é apoiar essa pessoa para fazer valer seu egoísmo.

Jesus nos aconselha a amarmos a nós mesmo, mas Ele diz isso no sentido cristão e não em ignorar os outros e apenas nos importamos com nosso próprio “mundinho”. Se entendermos o tamanho do amor que Deus tem por nós, em dar seu único filho compreenderemos que temos valor, mas precisamos nos lembrar de que Ele morreu pelo nosso próximo também, ninguém é melhor do que ninguém, Ele ama a todos!

Então, quando Deus nos diz para amarmos ao próximo, primeiramente, devemos nos amar da forma correta, afinal, não tem como sermos egoístas e amarmos ao próximo ao mesmo tempo!

Amar a si mesmo é reconhecer seu valor perante Deus e viver da melhor forma possível para que possamos honrá-Lo. Amar ao próximo é querer o bem de quem esta ao nosso lado assim como queremos a nós mesmo! Assim como queremos estar no Céu devemos desejar o Céu ao nosso próximo também.

“E o segundo, semelhante a este, é: Amarás o teu próximo como a ti mesmo.” Mateus 22:39.

Não é nada fácil renunciarmos a nós mesmos, nossas vontades e aceitar o que não queremos. Mas Deus não nos deixa desamparados, Ele sempre nos ouvi, mais não adianta esperar se não pedirmos a Ele em forma de oração. Devemos, constantemente busca-Lo, orando em nossas camas, orando em quanto estamos andando de ônibus, metrô, e com a oração vamos nos aperfeiçoando do modo que Ele deseja e assim aprendermos a usar a sabedoria que Ele nos deu para superarmos nossas fraquezas! Pois nada melhor do que conversarmos com nosso Melhor amigo, Aquele nunca erra; e mesmo que Ele não responda sabemos que Ele não nos deixara cair em engano e nos guiará, pois a oração é a chave da porta para entrada aos Céus!

Que sejamos sábios em nosso comportamento em honrar a Deus e que onde quer que estivermos sejamos Luz em nome dEle, amando e glorificando-O! Amém!

Larissa Cristina

Faça seu comentário
Article

A Lei de Deus – Ter. 04/12

Temos na Lei o caminho traçado por Deus para demonstrarmos amor a Ele e ao nosso próximo. Dar Seu testemunho aqui nessa Terra, esse é o papel da Lei na vida dos que querem estar com Jesus nas Mansões Celestiais. A Lei do Senhor não é um ingresso para a salvação, e sim um caminho, pois com elas sabemos o que é pecado e o que não é. Imagine como seria se não tivéssemos essas Leis? Ficaríamos desorientados, e não saberíamos exatamente que caminho seguir.

“Que diremos pois? É a lei pecado? De modo nenhum. Mas eu não conheci o pecado senão pela lei; porque eu não conheceria a concupiscência, se a lei não dissesse: Não cobiçarás.” Romanos 7:7

Todos nós temos ‘Leis’ que se tornam mais difíceis de seguir, são essas as tentações em que mais caímos e Satanás sabe disso, ele sabe quais são nossas tentações e esta cada vez mais testando nosso limite e para resistirmos a isso só com Fé em Deus e deixando que Ele seja por nós!

“Digo, porém: Andai em Espírito, e não cumprireis a concupiscência da carne.” Gálatas 5:16.

Está escrito: “Teme a Deus, e guarda os seus mandamentos; porque isto é todo o dever do homem (Eclesiastes 12:13). Os seres humanos devem honrar e obedecer a Deus. A razão é muito simples: Ele os criou. O Altíssimo é o autor e o mantenedor da vida. Todos nós pertencemos a Ele e não há nada mais honesto e correto do que servi-Lo, obedecendo as suas leis. Contudo, além de nos criar, Ele nos salvou da morte eterna. Assim sendo tornamo-nos dEle, porque é o nosso Criador e o nosso Salvador. Vale lembrar que, ao nos salvar, Cristo torna-se Senhor e Rei de nossas vidas, e nós, os seus servos e súditos. Antes de conhecê-Lo, éramos servos do diabo, escravos do pecado, mas Ele nos comprou e nos resgatou por um alto preço. Pedro escreveu: … não foi com coisas corruptíveis, como prata ou ouro, que fostes resgatados (…). Mas com o precioso sangue de Cristo (1 Pedro 1:18-19). Na visão de João, os quatro seres viventes declararam o seguinte a respeito de Jesus: Tu és digno (…), pois foste morto na cruz e, por meio da tua morte, compraste para Deus pessoas de todas as tribos, línguas, nações e raças.” (Apocalipse 5:9).

Em 1 João 2:4-6 diz, “Aquele que diz: Eu o conheço, e não guarda os seus mandamentos, é mentiroso, e nele não está a verdade; mas qualquer que guarda a sua palavra, nele realmente se tem aperfeiçoado o amor de Deus. E nisto sabemos que estamos nEle; aquele que diz estar nEle, também deve andar como Ele andou.”

Mas não devemos seguir as leis apenas porque queremos “devolver” o que Jesus fez por nós, mas devemos obedecer a Deus por amor! Ele não quer que obedeçamos a Sua Lei por obrigação, isso seria como uma prisão, que como não se tem escolha vai a única opção! Ele nos dá o livre-arbítrio, e mais do que isso, Ele nos dá o conhecimento da nossa escolha e tudo porque ele não quer que sejamos como robôs, e sim que obedecemos por amar e pelo prazer e vontade de tê-Lo conosco!

“Ora, o fim do mandamento é o amor de um coração puro, e de uma boa consciência, e de uma fé não fingida.” 1 Timóteo 1:5.

Larissa Cristina

Faça seu comentário
Article

Servir ao próximo é um ato de amor a Deus! – Ter. 27/11

Você vê uma pessoa servindo a outra e pensa: “Nossa, que ação bonita, também tenho que fazer isso!” e o tempo passa e continuamos nos importando com nosso próprio interesse, estudos/trabalhos, e acabamos esquecendo que amar os outros também é servir!
Jesus veio a essa Terra com o proposito de cumprir sua promessa e deixar o exemplo claro de como devemos agir aqui. E um de seus maiores exemplos foi o amor ao próximo! É servindo ao próximo que aprendemos a sermos humildes, a amar sem que olhemos o que vamos ter de recompensa!
“E que amá-lo de todo o coração, e de todo o entendimento, e de toda a alma, e de todas as forças, e amar o próximo como a si mesmo, é mais do que todos os holocaustos e sacrifícios”. Marcos 12:33.
“Assim como você ama a Si mesmo, ame o seu próximo”. O que quer dizer: assim como você anseia por comida quando está com fome, anseie por alimentar seu próximo quando ele está com fome. Como você quer que sua vida faça diferença positiva, deseje o mesmo sentido de vida para o seu próximo. Como ajudar uma senhora a carregar a sacola de compras do mercado que esta pesada. Ajudar a viúvas desamparadas que se encontram desesperadas e não sabem mais o que fazer. Ajudar aquele senhor que esta travessando a rua com dificuldade. O que você gostaria que as pessoas fizessem a você, faça a elas.
A humildade começa com pequenas atitudes, uma de cada vez. Até que passo a passo podemos ir nos tornando pessoas humildes.
Um ato de demonstração de igualdade é o lava pés, quantos versículos na Bíblia temos sobre visitantes que tiveram seus pés lavados quando chegaram em seu destino?


Além do lava pés ser um ato de Purificação, pois quem não esta purificado não verá ao Senhor (Segui a paz com todos, e a santificação, sem a qual ninguém verá o Senhor; 
Hebreus 12:14); e de humildade em servir (Ora, se Eu, sendo o Senhor e o Mestre, vos lavei os pés, também vós deveis lavar os pés uns dos outros. Porque eu vos dei o exemplo, para que, como eu vos fiz, façais vós também. Em verdade, em verdade vos digo que o servo não é maior do que seu senhor, nem o enviado, maior do que aquele que o enviou. João 13:14-16), se o próprio Senhor que é o Todo-Poderoso mostrou humildade, vamos nós que somos mero pecadores ter orgulho para com os outros?
As pessoas costumam confundir humildade e pobreza. Para uma pessoa ser humilde não há necessidade de ela ser pobre. E da mesma forma, para uma pessoa ser pobre, também não há necessidade de ela ser humilde.
A humildade é uma virtude do homem, ser humilde é algo que vai muito além de possuir ou não bens materiais. Existem muitas pessoas com muitas riquezas que são muito mais humildes do que outras pessoas que “não tem se quer onde cair morto”.
Jesus mostrou que nós devemos nos humilhar para servir aos outros. Como ele lavou os pés, nós devemos procurar oportunidades para humildemente servir uns aos outros.
E você, tem pensado em seu próximo?

Larissa Cristina

Faça seu comentário