Archive by Author
Article

Liberdade – Seg. 27/10

dv485120

Facilmente a obrigação do cumprimento de uma lei é confundido com quebra de liberdade, afinal, se estou sendo obrigado a cumprir algo, a minha liberdade está sendo violada. O cumprimento ou não destas leis geram consequências. Podemos tomar como exemplo básico as leis civis. As leis civis servem para proteger a sociedade. É necessário que haja leis para estabelecer limites entre os cidadãos. Se um cidadão descumpre alguma lei, estará cometendo um crime pois estará prejudicando outro cidadão, e deve ser punido. Algumas vezes a punição é em forma de reclusão, que é uma privação da liberdade e em alguns países o criminoso é punido com a própria vida.

growth

Na Bíblia encontramos Leis dadas por Deus. Logo na criação do mundo, Deus estabelece alguns limites para o ser humano no Jardim do Éden para mantê-los livres e desfrutar de toda a criação, que até então era perfeita. Eles continuariam sendo livres enquanto escolhessem amar à Deus e não comessem da árvore do conhecimento. Infelizmente eles escolheram deixar Deus em segundo plano e a consequência veio em forma de privação de liberdade. Eles não tinham mais como escolher. Sua punição veio em forma de morte (espiritual – Gn 2:17).

sangue-de-jesus-cristo

Felizmente, Deus nos ama tanto que nos Deus a liberdade novamente através do sangue de nosso Senhor Jesus Cristo. Quando amamos a Deus, guardamos Seus mandamentos (Jo 14:15) e mantemos a nossa liberdade. Deus deseja que desfrutemos de uma liberdade maior do que esta que vivemos neste mundo. Ele deseja que herdemos a liberdade completa ao Seu lado no lar celestial (Jo 14:1-3).

Sílvio Mafra Junior

Faça seu comentário
Article

Uma vida ou mil palavras – Sex. 11/07

Wearoff

Algum tempo atrás conversei com o pai de uma amiguinha da minha filha sobre a influência que nós exercemos sobre elas e como nossas atitudes são parâmetros para elas utilizarem como exemplo para suas atividades, julgando elas que, ao seguir o exemplo do pai, estarão fazendo a coisa certa. Afinal, se o herói de suas vidas age de uma maneira, porque elas deveriam agir ao contrário? Confesso que após esta conversa comecei a prestar mais atenção quando eu tenho que corrigir minha filha. Porque eu a amo, eu tenho que corrigi-la, mas muitas vezes em que tive que aplicar uma correção verbal ou colocá-la no cantinho pra pensar, era por uma atitude “errada” que ela aprendeu comigo. Como dói ver a nossa falha de caráter refletida em nosso filho. E pior, ter que corrigi-lo por isso.

social-influence

Em todas as sociedades o indivíduo influencia e é influenciado. Seja pela moda ou aversão à ela; pelo artista ou o jogador do momento; pelo pastor ou pelo cantor. O fato é que ninguém é imune ao tempo e espaço em que vive e o maior exemplo é dado pela vida que se leva e não pelas palavras ditas. Jesus viveu desta maneira. Ele não foi um mestre somente com suas palavras, mas com toda a Sua vida. Na verdade faltam palavras para descrever os atos de Jesus, pois Ele é o maior exemplo de retidão, amor e misericórdia. C. S. Lewis apresentou uma chocante declaração: “Um homem que foi simplesmente homem, dizendo o tipo de coisa que Jesus disse, não seria um grande mestre em moral. Poderia ser um lunático, no mesmo nível de um que afirma ser um ovo pochê, ou mais, poderia ser o próprio demônio dos infernos. Você pode achar que ele é tolo, pode cuspir nele ou matá-lo como um demônio; ou você pode cair a seus pés e chamá-lo Senhor e Deus”.

04-Jesus_cruz

Jesus corrigiu o nosso pecado de uma forma que somente Deus poderia ter feito. Através de Sua vida, mas principalmente por sua morte, Jesus demonstrou um amor que, para nós pecadores, é impossível de entendermos. Não devemos tentar compreender ou explicar tal amor. Basta sentir. Jesus deseja que, mais do que aprender sobre Ele, possamos viver por Ele. Deus nos ajude e nos abençoe a testemunharmos do Seu amor, não somente nas palavras, mas através da nossa vida.

Silvio Mafra Junior

Faça seu comentário
Article

Mandamentos da Graça – Qui. 12/06

36qvDSPgfHM

Hoje é um dia muito especial para bilhões de pessoas e principalmente para os milhões de brasileiros. Hoje se inicia a Copa do Mundo 2014. Também é o dia de celebrar o amor porque é dia dos namorados. Mas hoje pode ser um dia ainda mais importante para todos nós. A Bíblia é clara ao declarar que somente herdará o reino celestial aquele que for justo. O fato é que o homem por si só não pode se tornar justo. A guarda dos mandamentos da lei não pode justificar o homem. Portanto, se o homem deve de alguma forma tornar-se justo, terá que ser por um poder fora de si – e o será pelo poder de Deus – a GRAÇA.

graca_e_lei

A graça não é oposta à lei, nem a lei oposta à graça e nem tampouco substituta uma da outra. Somente quando a lei é transformada em um meio de salvação ou de restringir o pecado é que entra em choque com os princípios da graça. Ambas atuam em campos distintamente separados e para propósitos amplamente diversos. A lei destina-se a revelar o pecado enquanto que a graça destina-se a salvar do pecado. O fato é que a graça também tem mandamentos. A palavra “lei” possui significado diferente da palavra “mandamento”. Mandamento é a expressão de um desejo da parte de alguém que tenha autoridade. Se Cristo é Senhor de nossa vida, então Ele tem autoridade sobre nossa vida e Seus pedidos tornam-se mandamentos para todos os que O amam.

34293383

Estes são os mandamentos da graça. A diferença entre os mandamentos da lei e os mandamentos da graça reside no motivo. Por que alguém obedece a um mandamento da lei? Por temor. Por que alguém obedece a um mandamento da graça? Por amor. O mandamento é o mesmo, mas o motivo para guarda-lo é diferente. A lei tornou-se interior em vez de meramente exterior. O que mudou foi o motivo do coração humano. Antes nos esforçávamos por obedecer a uma lei justa pelo temor da ira por vir. Mas agora justificados pelo amor de Cristo, permaneceremos diante de Deus na perfeita justiça de Cristo e, porque amamos Aquele que nos amou primeiro, procuramos agradar-Lhe. Que possamos fazer o dia de hoje mais especial do que outros, mas por uma decisão e não por um evento. Que possamos decidir obedecer aos mandamentos da graça de Cristo e que possamos amá-Lo cada dia mais.

Silvio Mafra Junior

Faça seu comentário
Article

Condenado, mas para a vida eterna – Qui. 29/05

meriam-yehya-ibrahim-apostasy-sharia-law-sudan

Hoje pela manhã fiquei sabendo de uma mulher que deu a luz na prisão. Seu nome é Meriam Yahia Ibrahim Ishag e ela foi condenada à morte de enforcamento por ter cometido o crime de apostasia. Ela é cristã e ficará presa até a criança completar dois anos. Ela mora no Sudão, um país mulçumano e intolerante à liberdade religiosa. Ela é filha de pai mulçumano e mãe cristã. Seu pai foi ausente na infância e sua mãe a criou conforme a fé cristã. Antes de ser morta ela receberá cem chibatadas por ser acusada de adultério já que se casou com um cristão. Antes de ser sentenciada ela teve a oportunidade de negar a sua fé cristã e voltar ao islamismo, mas seu discurso incisivo é de uma mulher que mesmo presa e condenada à morte vive a liberdade de uma vida eterna: “se querem me executar, então devem ir em frente, pois não vou mudar minha fé.

cruz2

Refletindo sobre este caso, não há como não pensar em algumas perguntas: Até onde chega minha fé? Que tipo de cristão eu estou sendo? Teria eu a mesma coragem? Quando vamos à Bíblia, vemos vários personagens que foram presos injustamente e viviam sua fidelidade à luz do Evangelho como Pedro, Paulo e João. Outros ainda foram mortos à fio de espada como Tiago (At. 12:2). Em Mateus 5, Jesus ensina o sermão das bem aventuranças e no verso 10 Ele declara que são “Bem-aventurados os que sofrem perseguição por causa da justiça, porque deles é o reino dos céus;” não por acaso no verso 17 do mesmo capítulo Ele declara que “não veio para revogar a Lei ou os Profetas, mas para cumprir”.

2434699207_261bbcf828

A mesma lei que condena o pecado é a que nos liberta dele e aponta para o Redentor. “…nenhuma condenação há para os que estão em Cristo Jesus, que não andam segundo a carne, mas segundo o Espírito.” (Rm 8:1). Merian Yahia já vive a liberdade que somente o redentor pode oferecer. Oremos em favor dela.

Silvio Mafra Junior

Faça seu comentário
Article

Imperfeito restaurado – Qui. 22/05

Father_Son

Na última Segunda-feira visitei um casal de amigos que acabara de ganhar a Luisa, sua segunda princesinha. Quando a olhamos no colo do pai, minha esposa exclamou para ele: “Nossa, ela é a sua cara!”. Esta é a frase que todo pai aguarda ansiosamente ouvir. No sexto dia da criação, Deus criou o ser humano parecido com Ele. Moisés relata em Gênesis 1:27 que Deus formou o ser humano segundo à sua imagem e semelhança. Adão e Eva refletiam a imagem da santidade divina tanto na aparência externa quanto no caráter.

153149_1197208477

Infelizmente o pecado empalideceu tal semelhança. Quando a serpente prometeu à Eva que ela se tornaria como Deus, omitiu o peso das consequências da desobediência. Em Gênesis 3:22 Deus afirma que somente após a desobediência o homem se tornou igual à Ele. Há certa discrepância na tradução para o português. Na Bíblia hebraica a palavra haiah significa foi/era, então o ser humano era como Deus, perfeito, conhecedor prático do bem e teórico do mal. Ou seja, antes do pecado o ser humano era como Deus, conhecia o bem e sabia sobre o mal, mas depois o conhecimento se inverteu. Passou a ser imperfeito, conheceu o mal na prática de suas ações e consequentemente na natureza. O ser humano separou-se de Deus e deixou de refletir a imagem da santidade divina.

slide1

Felizmente a misericórdia de Deus alcança todos e renova as oportunidades e esperanças. Deus nos deu Sua lei para que saibamos o que tem nos afastado dEle e que ao cumpri-la haja restauração do nosso caráter. Que possamos guardar a lei não para recebermos um favor divino e/ou sermos inocentados, mas principalmente para mostrarmos quem é nosso Pai e sermos restaurados à Sua imagem e semelhança.

Silvio Mafra Junior

Faça seu comentário