Article

Fé no foco certo – Sex. 13/03

6-Kinds-of-Ill-timed-Phone-Calls_6

Perder a fé nas pessoas, não sei se isso é algo natural e que conforme o mundo caminha para o seu final vai se agravando ou se viver e conviver com as pessoas é que torna isso normal desde que o mundo existe. O que eu sei é que a Bíblia diz que “os homens serão egoístas, avarentos, presunçosos, arrogantes, blasfemos, desobedientes aos pais, ingratos, ímpios, sem amor pela família, irreconciliáveis, caluniadores, sem domínio próprio, cruéis, inimigos do bem, traidores, precipitados, soberbos, mais amantes dos prazeres do que amigos de Deus, tendo aparência de piedade, mas negando o seu poder. Afaste-se também destes” (II Tm 3:2-5) e termina nos aconselhando ao afastamento desse tipo de pessoa.

confiança_banner-620x330

Quantas vezes nos decepcionamos com as pessoas, talvez por esperar mais delas do que podem dar ou quem sabe por criar expectativas exageradas sobre elas. Mas Bíblia também diz que “maldito é o homem que confia nos homens” (Jr 17:5) Está bem claro que depositar nossa fé, nossa confiança, em humanos é algo que não vai dar certo nunca, pois todo ser humano é passível de errar, como nós erramos.

Então você deve estar pensando por que eu estou lendo este texto, já que não há esperança para nada? Eu te respondo: “O medo da opinião dos homens pode paralisar; a confiança no Eterno o protegerá disso” (Pv 29:25 AM) e o capítulo 17 de Jeremias continua “mas bendito é o homem cuja confiança está no Senhor, cuja confiança nEle está” (Jr 17:7). Nosso problema está no foco, confiamos mais nos homens do que em Deus. Depositamos todas as nossas expectativas no humano e esquecemos que o único que nunca falha é Deus.

jesussobreasaguas

Realmente não é fácil confiar nos outros, já aprendemos isso. O que temos que aprender e viver agora é pela fé nAquele que nos ama mais que tudo, nAquele que é perfeito e fará tudo para nos salvar. Não se esqueça “todos tentam obter ajuda de quem lidera, mas só o Eterno fará justiça” (Pv 29:26 AM). Não perca a fé nEle!

Olívia David Begnália

Faça seu comentário
Article

Confiar de olhos fechados – Ter. 10/03

Comentário Jovem 01

Dentre tantas, uma das aventuras (ou travessuras) que marcaram, figurada e literalmente eu e minha irmã gêmea está a brincadeira de uma guiar a outra de olhos fechados. Gostávamos muito de fechar os olhos e ficar na expectativa para as orientações que receberíamos! Dávamos as mãos e com muita concentração começavam as instruções: “Mais pra direita! Vire à esquerda! Só um pequeno passo pra frente!” E por aí vai.

Comentário Jovem 02

Confiávamos plenamente uma na outra, e essa brincadeira era uma delícia! Certo dia estávamos indo ao supermercado e era a minha vez de dar as direções. A Jack fechou os olhos, como era o nosso costume, me deu as mãos e continuamos a caminhada. Então, inesperadamente, quando percebi, ela havia batido de frente com um poste. Na verdade, eu não havia visto e quando vi, foi muito rápido, tentei avisar, maaaaas… não deu tempo! Quando eu vi, a Jack já estava chorando, com a boca sangrando, e a minha mãe brigando com as duas.

Ela ficou muito decepcionada comigo e nunca mais quis brincar desse jeito. Eu pedi desculpas, prometi que nunca mais faria aquilo, mas não teve jeito. Ela não conseguia mais acreditar em mim, pelo menos com os olhos fechados. Fiquei triste comigo mesma por ter estragado a brincadeira. Por outro lado, eu não conseguiria acreditar mais na Jack, caso decidíssemos brincar, porque eu sempre esperaria o justo “troco”.

Comentário Jovem 03

Já pensou o que seria de nós se Deus agisse da mesma forma conosco? Muitas vezes pensamos que Ele se esqueceu de nós, porque todos os problemas decidem surgir de uma vez só. Mas esquecemos de olhar com os olhos da fé, que nos permitem enxergar da perspectiva divina. Sim! Podemos confiar em Deus de olhos fechados, mesmo não conseguindo enxergar os Seus propósitos para a nossa vida! E embora nem sempre exerçamos essa fé, podemos crer que Ele permanecerá fiel!

“Ora, a fé é a certeza daquilo que esperamos e a prova das coisas que não vemos.” (Hebreus 11:1) Que possamos exercer essa fé em nossa vida diária!

Karen Ferreira

Faça seu comentário
Article

Disciplinados? – Seg. 09/03

Tutor

Nos tempos bíblicos a figura mais importante no processo de educação dos filhos das famílias mais nobres, incluindo reis e outras autoridades, era a do tutor. O tutor era contratado por essas famílias que entregavam o primogênito, aquele que seria o herdeiro de tudo, nas mãos desse instrutor. Imaginava-se que o tutor era capaz de ensinar qualquer coisa. Ele era sábio, versado nas variadas culturas, e deveria deter até mesmo o conhecimento das estratégias de guerra. O objetivo desse “profissional”, quando contratado por um rei, era garantir que o herdeiro do reino fosse disciplinado, e ao atingir certa idade estivesse totalmente pronto para assumir as responsabilidades, sem a necessidade de alguém lhe dizer o que deveria ou não fazer. Era esperado que aquele jovem, agora instruído, estivesse de tal forma educada, que simplesmente faria o que era certo, simplesmente por que era certo; por que fora disciplinado para isso…

bible-study1

É exatamente a figura do tutor que Paulo usa em gálatas 3:24: “Assim, a lei foi o nosso tutor até Cristo, para que fôssemos justificados pela fé.” Obviamente, assim como não se esperava que o aspirante a rei se tornasse desobediente a tudo o que aprendeu do tutor quando seus serviços eram finalmente dispensados, Paulo não está nos ensinando que agora que “estamos em Cristo”, espera-se que vivamos à parte da lei que “nos instruiu” como um tutor faria. Pelo contrário, se ela nos disciplinou e nos conduziu a Cristo, imagina-se que em Cristo, como herdeiros do reino Celeste, vivamos à altura da disciplina advogada pela lei.

Provérbios 28:5 ensina que os “homens maus”, aqueles que não foram disciplinados pela sabedoria da lei, “não entendem a justiça”. Se não a entendem a condenam, e por isso vemos ecoar cada vez mais a tola ideia de que estamos livres da lei; porque a maldade se multiplica à medida que se multiplicam os homens maus. Aqueles que não foram disciplinados pela lei nunca poderão compreendê-la, tampouco amá-la! Indisciplinados que são, preferem atacar a lei, como se ela tivesse sido um tutor ineficiente, incapaz de nos mostrar o caminho que Cristo, o Salvador que contratou seus serviços, deseja que trilhemos.

mzl.oeehvksv

Cristo, o Rei, andou nos caminhos da lei, e espera que seus herdeiros façam o mesmo. Você tem sido disciplinado pela lei do Senhor, ou vai continuar se escorando nos argumentos dos tolos que pensam que a lei não é capaz de cumprir o papel por Deus designado? Veja o que diz provérbios 28:4 e decida por si qual parece o caminho mais lógico: “Os que abandonam a lei elogiam os ímpios, mas os que obedecem à lei lutam contra ele.” Pense nisso!

Daniel Makawetskas

Faça seu comentário
Article

Pedra no Caminho – Sex. 06/03

33. A pedra de tropeço!

“Mas quem puser uma pedra de tropeço no caminho de um destes pequeninos que creem em mim, melhor seria que se lhe pendurasse ao pescoço uma grande pedra de moinho, e que fosse lançado no fundo do mar. Ai do mundo por causa dos tropeços! porque é necessário que apareçam tropeços; mas ai do homem por quem vem o tropeço!” (Mt 18:6-7)

Quando lemos esses versículos, normalmente pensamos em nosso exemplo, nos lugares que frequentamos e coisas que faríamos uma pessoa pecar ou pensar mal dos cristãos, mas dificilmente pensamos que muitas vezes nos tornamos pedras de tropeço quando aconselhamos alguém.

fofoca-no-trabalho-650x350

Quantas vezes não vemos uma situação que já está bem complicada e ao invés de agir como apaziguadores nos tornamos os “lenhas na fogueira” ou como diz Provérbios 26:21 “como o carvão é para a brasa, e a lenha, para o fogo, assim é o homem contencioso para acender rixas”. Acabamos acendendo mais a ira, aumentando as rixas e as fofocas. Se encontramos alguém triste por causa de outra pessoa, logo começamos a enumerar os defeitos que esse terceiro tem, acrescentando ainda mais discórdia.

Infelizmente a tendência humana é de ser o “querosene atirado no fogo” (Pv. 26:21 AM) ao contrário de ser a água que o apaga. Mas Deus nos chama para andarmos no caminho oposto da tendência humana. Ele deseja que levemos paz, que tenhamos e sejamos aquele que vai abrandar a ira, afinal a “palavra calma desvia a fúria” (Pv 15:1).

men fight for the woman

Talvez você seja como eu tenha muita dificuldade em fazer isso, mas vamos tentar juntos. Quando uma situação dessas acontecer, não seja a pedra de tropeço, não leve seu amigo à ruína, muito pelo contrário o ajude a sair do buraco, ore com ele, ore por ele, ore pela outra pessoa. E, antes de qualquer coisa, ore e ore muito por você e por mim, para que possamos mudar. Quanto mais perto de Deus, quanto mais tempo em oração, mais semelhante a Ele seremos e ao invés de pedras no caminho, quem sabe não sejamos escadas?

Olívia David Begnália

Faça seu comentário
Article

Mentiras e mentirinhas – Ter. 03/03

“A testemunha falsa não ficará sem castigo, e aquele que despeja mentiras não sairá livre.” (Provérbios 19:5)

Comentário Jovem 01 (10)

Infelizmente, temos o péssimo hábito de mentir. Não falo daquelas mentiras “mais pesadas”, se é que podemos assim classificá-las, mas falo das mentiras mais “leves”e “bobas”, as famosas “mentirinhas” que com freqüência proferimos mecanicamente. Muitas vezes, mentimos porque não queremos ser tão diferentes dos outros, outras vezes por não querermos nos prejudicar, enquanto em outras oportunidades simplesmente mentimos pelo prazer ou hábito de mentir. A mentira é tão comum, que existe até o dia da mentira.

Comentário Jovem 02 (10)

Me lembro que quando pequena, quando alguém batia no portão de nossa casa e minha mãe não queria atender, ela pedia pra eu e minhas irmãs falarmos que ela não estava em casa. Certo dia eu fui correndo para o portão e falei: “A minha mãe pediu pra falar que ela não está!” E entrei em casa feliz da vida por ter conseguido ajudá-la! Ela ficou muito brava comigo e só depois que eu fui entender. No final das contas damos risada da situação juntas e das próximas vezes eu disse que prestaria mais atenção. Esse é mais um exemplo de “mentirinha”. Minha mãe jamais tinha o objetivo de nos ensinar a mentir, mesmo porque aquela era “apenas” uma saída para escapar de alguma situação. Aquela não era uma mentira “pesada” que traria conseqüências para a nossa vida no futuro. E é exatamente dessa maneira que enxergamos as coisas. Se não for pra prejudicar ninguém, não há problema algum em mentir. Conscientemente, podemos não concordar com essa linha de raciocínio, mas inconscientemente agimos como tal. Afinal, se não conseguimos enxergar conseqüências, logo não enxergamos problemas e agimos naturalmente.

Comentário Jovem 03 (7)

Em João 8:44 lemos: “Vós tendes por pai ao diabo, e quereis satisfazer os desejos de vosso pai. Ele foi homicida desde o princípio, e não se firmou na verdade, porque não há verdade nele. Quando ele profere mentira, fala do que lhe é próprio, porque é mentiroso, e pai da mentira.” Você pode até pensar que isso é radicalismo, mas não é. Esse é um assunto muito sério, que sozinhos nunca conseguiremos resolver. Que possamos estar ligados Àquele que é o Caminho, a VERDADE e a Vida, para que sejamos autênticos!

Karen Ferreira

Faça seu comentário